O pior ainda está por ser revelado, diz ministro relator da Lava Jato no STF

O ministro Teori Zavascki, relator da Operação Lava Jato no Supremo Tribunal Federal (STF), reuniu os colegas da 2ª turma da corte em seu gabinete na terça-feira (24) para uma reunião de emergência, mas em caráter informal. Segundo informações de bastidores reveladas pela colunista Mônica Bergamo, do jornal Folha de S. Paulo, Teori queria avisar aos ministros com antecedência que autorizaria a prisão do senador Delcídio do Amaral (PT-MS). Zavascki, que, antes mesmo de tomar conhecimento dos fatos envolvendo Delcídio do Amaral, já dizia a amigos íntimos e a colegas do próprio tribunal que "o pior ainda está por ser revelado". Os avisos alarmistas incluem a delação premiada de Nestor Cerveró, que Zavascki homologou há alguns dias. O ministro, que define o ex-diretor da Petrobras como um homem que "sabe muito", é um dos poucos no país que têm pleno conhecimento do conteúdo, aparentemente explosivo, das revelações do ex-executivo. (Bnews)

Blog do Genaldo

Comentários