Pesquisa nesse momento não tem valor algum, avalia Rui sobre rejeição de Lula

O governador da Bahia, Rui Costa, não viu com preocupação os dados apresentados pela pesquisa Datafolha, divulgada neste sábado (28), que mostra o ex-presidente Lula com 47% de rejeição, caso entrasse para a disputa eleitoral em 2018. Em conversa com o Bocão News, durante a abertura da Fenagro, neste domingo (29), o chefe do executivo baiano disse que pesquisas não mostram a realidade e citou seu próprio exemplo nas últimas eleições. Rui aparecia em segundo lugar em todos os levantamentos e venceu o pleito ainda no primeiro turno.Rui ainda ressaltou que o ex-presidente não está definido como pré-candidato. “Vocês me acompanharam na minha eleição. Se pesquisa vale pouco há um ano ou meses da eleição, imagina há três anos dela. Nem está definido que o candidato é Lula. Pesquisa nesse momento não tem valor algum”, reforça. Para o governador, o momento é de unir partidos políticos para ajudar o País a sair da crise econômica. “Todos nós, independente de filiação partidária, quem quer ser prefeito, governador, presidente, tem que cuidar do nosso País. O momento de fazer críticas ou propostas é no período eleitoral. Nesse momento precisamos superar as divergências. É preciso a união dos políticos para que a economia possa reagir”, acentua. Sobre os últimos escândalos envolvendo membros do PT, como a prisão do senador Delcídio do Amaral, Rui Costa sustenta que é preciso investigar e que a verdade seja divulgada. “Acho que a busca da verdade é o que interessa a sociedade. Graças a Deus houve a decisão do STF [Supremo Tribunal Federal] proibindo o financiamento privado de campanha que é o cordão umbilical, a semente da corrupção nesse País”, finaliza. (Bnews)

Blog do Genaldo

Comentários