O jeito é apelar para Jarbas!

Por Genaldo de Melo
A safadeza está mesmo rolando solta pelos corredores de Brasília. A oposição provou no último domingo que com as ruas não vai conseguir derrubar Dilma Rousseff, então o jeito é realmente negociar com “Senhor dos Anéis”, o presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha, para que ele se afaste do seu cargo, receba uma pena mais branda no Conselho de Ética, e contribua para que assuma a presidência o deputado pernambucano Jarbas Passarinho.

O plano envolve uma pena mais branda para Cunha no Conselho de Ética da Câmara, em vez da cassação de seu mandato – estuda-se uma suspensão de 90 dias da presidência da Casa –, a renúncia do peemedebista ao cargo já nesta terça-feira 15 – dia em que pode ser aberto novo processo contra ele, após a escolha de um novo relator –, a convocação, pelo vice Waldir Maranhão (PP-MA), de novas eleições para o comando da Câmara, e finalmente a eleição do deputado Jarbas Vasconcelos (PMDB-PE).


Jarbas seria o candidato perfeito para dar sequência ao golpe, aliado à oposição. Crítico de Cunha e de Dilma, uma vez no cargo de presidente da Câmara, ele admitiria as chamadas 'pedaladas fiscais' como motivo suficiente para o impeachment. As conversas em Brasília já estariam adiantadas sobre o acordo, e já teriam recebido a aprovação do próprio Eduardo Cunha. 

É muito malabarismo mesmo pela cadeira de Presidente da República sem votos nas urnas e sem a voz das ruas!

Comentários