Pular para o conteúdo principal

As punhaladas contra o povo feirense

Por Genaldo de Melo
 Mãos que tomam um punhal com fundo do céu Imagens de Stock Royalty Free
Confesso que conheço muitas cidades brasileiras do mesmo porte de Feira de Santana. Mas confesso também que em nenhuma cidade do mesmo porte a população é tão enfeitiçada por um gestor público como é caso dessa metrópole. A cada dia mais surge novas investidas impopulares contra a população de baixa renda, que se traduz na maioria absoluta, e ninguém, absolutamente ninguém, toma a postura da indignação para ocupar a ruas, ou no mínimo ocupar aquela Câmara de Vereadores, que mais parece uma extensão do governo municipal, para pressionar os “pequenos imperadores” a se contraporem às crueldades praticadas contra o povo.

Essa semana mais duas notícias ocupam manchetes de jornais e páginas de internet, que em qualquer lugar do mundo chocaria, bem como faria com que houvesse uma revolta popular para que se voltasse atrás. O chefe do Executivo Municipal numa atitude singular para um momento em que o país passa por uma crise econômica ainda sem precedentes noticia aumento do IPTU, bem como influencia na decisão do aumento das passagens do transporte coletivo.

Em relação ao aumento do IPTU, nunca na história de Feira de Santana se aumentou tanto. Mais o chefe do Executivo Municipal com apoio de empresários, bajuladores da imprensa local, deputados que somente discursam em igrejas e esbravejam sermões sem sentido em rádios locais, 19 vereadores do “amém e do assim seja”, e da grande parcela da população que parece que tomou chá envenenado dos contos de Grimm, pega mais uma vez seu punhal do poder, e mais uma vez promove um aumento substancial, que atingirá nada mais nada menos do que exatamente a grande parcela dos enfeitiçados que moram nas periferias da cidade.

Em relação ao aumento da passagem do transporte público, essa atitude caracteriza-se como um verdadeiro “estupro social e econômico” contra uma população que em sua grande maioria sobrevive basicamente de um salário mínimo, numa conjuntura complexa, desenhada de crise absolutamente cruel e venenosa. O chamado Conselho Municipal de Transporte, que em Feira de Santana ninguém, absolutamente ninguém, sabe quem são seus membros, numa atitude nada simpática com a população aprovou aumento da passagem de R$ 2,70 para R$ 3,10. Com a certeza de que o prefeito sanciona essa decisão, com o discurso de que aumentou a gasolina e a frota é “nova em folha”, devem está rindo empresários, e mais na frente devem choramingar o povo.

Não é possível compreender a passividade de nosso povo diante desses absurdos incoerentes! A cada dia que se passa nova atitude que deveria se caracterizar como impopular é colocada diante dos olhos e dos bolsos da população, mas a mesma somente reclama e comenta em mesas de bares e “becos escuros” e nada mais. Desse jeito estamos literalmente “arrebentados”, pois temos um imperador que toma as decisões para o povo esquecer, temos vereadores que são os “bobos da corte” que não tem vida política própria, e temos um chamado Conselho Municipal de Transporte que ninguém conhece ou sabe seus nomes, que somente se reúne para aumentar a passagem do transporte coletivo.


Se não tomarmos cuidado essa mesma turma será “endeusada” de novo nas urnas no outubro próximo, para continuar com suas crueldades! E vida que segue.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Grande oportunidade: Inscrições abertas para o Fundo Socioambiental Caixa

Por Genaldo de Melo A Caixa Econômica Federalestá com inscrições abertas para oFundo Socioambiental Caixa – FSA Caixa, que apóia projetos socioambientais voltados ao desenvolvimento integrado e sustentável para a população de baixa renda. O financiamento varia de 200 mil a 1 milhão de reais. São dois os editais abertos no momento para o FSA Caixa: Desenvolvimento e Cidadania; e Energias Renováveis e Recursos Hídricos. No edital de Desenvolvimento e Cidadania serão selecionados 20 projetos voltados à promoção socioeconômica com foco em saúde, educação, inclusão produtiva e promoção da cidadania, que tenham como finalidade a erradicação da pobreza, inclusão social e econômica, promoção da justiça, da dignidade e da qualidade de vida, implementados por organizações da sociedade civil sem fins lucrativos que atuem junto a grupos e comunidades em situação de vulnerabilidade social. O prazo para inscrição nesse edital é dia 11 de julho. Já no edital de Energias Renováveis e R…

Lula foi inocentado

Por Genaldo de Melo Recentemente o jornalista José Roberto Guzzo, colunista da revista Veja, escreveu um artigo intitulado “É só explicar”, cobrando indignado que Lula deveria aproveitar apenas quinze minutos para explicar sobre o polêmico apartamento que por “convicção" setores do Ministério Público Federal insistem na tese de que foi matéria de propina dada pela empresa OAS ao mesmo.
Interessante é que pelo que sabemos Lula já gastou uma carga de centenas e centenas de quinze minutos explicando que o polêmico apartamento não lhe pertence, e de todos os modos tenta explicar juridicamente esse fantoche político, mas tanto o Ministério Público quanto a mídia do Jornalismo de propaganda política continua insistindo nesse assunto.
Agora realmente o que causa um pouco de indignação é que as testemunhas de acusação que apresentaram seus depoimentos hoje (21/11) ao MPF, absolutamente todas são unânimes em dizer que não podem incriminar Lula, porque elas mesmas não negociaram nada disso em…

O desespero da Globo com seu circo de horrores

Por Genaldo de Melo A Rede Globo de Comunicações, que passou os quinze dias que antecederam o tão badalado depoimento de Lula ao juiz Sérgio Moro, por causa de um triplex, que até agora ninguém mostrou de fato nenhum documento do mesmo no nome dele, e do mesmo modo não comprovou que ele ganhou o mesmo como forma de propina, literalmente entrou em desespero. Interessante é que o tríplex entrou no imposto de renda da OAS, e D. Marisa entrou com um processo judicial para receber sua cota parte de volta, quando desistiu do mesmo, que era de R$ 209 mil em 2009 e hoje é de R$ 300,8 mil (o processo está na 34ª Vara Cível).
A Globo utilizou ao modo de Goebbels o discurso de que Lula poderia, aliás, teria que ser preso ali mesmo em Curitiba, até mesmo com um provável desacato ao juiz, mas como Lula não foi preso porque pelo visto o apartamento não é mesmo dele, partiu para um ataque tão violento, que não se pode dizer que está mais praticando jornalismo.
Do momento do depoimento até agora, quase …