Fez o que com R$ 34 milhões, José?

Por Genaldo de Melo
Serra cabeludo
Semana passada o senador José Serra (PSDB/SP) hoje na condição de chanceler da República brasileira posou internacionalmente de mentor intelectual da postura contra a Venezuela assumir a presidência do MERCOSUL, conforme as regras elementares do Tratado de Assunção (1991) e do Protocolo de Ouro Preto (1994). Hoje o mesmo conforme a mídia ele posa como vergonha internacional também como mentor de escandalosos processos de corrupção. Em sua delação premiada na Laja jato em Curitiba, Marcelo Odebrecht, preso há mais de um ano, relatou que Serra recebeu R$ 23 milhões, via caixa dois, em sua campanha presidencial de 2010, segundo reportagem da jornalista Bela Megale que foi a Curitiba recolher as informações. Da mesma forma de Cunha que recebeu suas propinas fora do país inteligentemente Serra recebeu o dinheiro lá fora para não complicar sua situação, bem como não cumprir os compromissos com a Receita Federal. Parte dos recursos, que, corrigidos pela inflação, hoje equivaleriam a R$ 34,5 milhões, foi paga no exterior, o que, em tese, poderia levar à cassação do registro do PSDB. E agora Jose?

Comentários