Misericórdia, parece que só querem esvaziar os cofres de Aracaju!

Por Genaldo de Melo
Colina de Santo Antônio, no bairro de mesmo nome em Aracaju-SE
Observador atento aos meandros do mundo político sergipano conversou com este blogueiro hoje por telefone para contar as novidades de minha bela cidade, Aracaju, e me confidenciou coisas que até os cabelos das onças podem ficar de pé. 

Parece que a cobra venenosa mordeu alguém nas lides do atual prefeito, João Alves Filho, no período em que o mesmo decidiu tirar umas férias merecidas depois de não ter feito muita coisa pelos aracajuanos nos últimos quatro anos de seu Governo, e parece que roubaram na calada da noite a antídoto que estava guardado à setes chaves na caixinha de Pandora. 

Segundo meu amigo o vice-Prefeito, José Carlos Machado, velho conhecido da direita sergipana, que somente ficou fora do poder no período em que Marcelo Déda politicamente coordenou a política sergipana, no circulo das intrigas palacianas desandou a falar verdades, e se esqueceu de que estamos em períodos de grampos e delações de segredos políticos no Brasil. 

E Pimba! Algum James Bonder às avessas não perdeu tempo e grampeou-lhe as confidências, e parece que sabendo que o atual prefeito João Alves nessas eleições não vai a lugar nenhum, resolveu jogar a farinha no ventilador. 

Resultado Sergipe todo sabe hoje que o Governo de João Alves Filho está cheio de gente interessada apenas no dinheiro que deveria em tese ser para obras e serviços públicos para os aracajuanos. 

Escândalos serão sempre escândalos! Mas na política sempre aparece aliados, como exemplos recentes de Eduardo Cunha em Brasília, para defender teses contrárias ou tentar confundir a Opinião Pública, ou mesmo querer redesenhar a Mona Lisa! Nesse sentido, quem tentou colocar água fria no café foi o vereador aliado de João e de José Carlos Machado, Ailton Santana (PSDB). 

Ele disse em entrevista à Mix FM, que não tem dúvidas que a voz é de José Carlos Machado, mas no seu entendimento, a declaração demonstra a insatisfação que o vice-prefeito tem sofrido na administração do prefeito João Alves e o vazamento do áudio tem como finalidade prejudicá-lo às vésperas do anúncio da disputa à reeleição de João, tendo Machado como vice. 

Para o vereador aliado “trata-se de um ‘fogo amigo. Todos nós sabemos como alguns secretários a todo custo tentam fazer intriga entre o vice-prefeito José Carlos Machado e João Alves Filho. Estranho um político experiente como João Alves está ouvindo muitas conversas dos secretários e procurado excluir Machado. Temos visto isso ao logo desses últimos meses”.

Comentários