Pular para o conteúdo principal

Pelo fim do décimo terceiro e das férias os senadores votaram contra Dilma

Por Genaldo de Melo
Resultado de imagem para capa da CLT
É simplesmente estarrecedor o que aconteceu na calada da noite de 09 para 10 de agosto último, quando 59 senadores resolveram aprovar o relatório do senador Antonio Anastasia para colocar no próximo dia 29 de agosto próximo a votação do mérito do impeachment de Dilma Rousseff. Pelos fatos que antecederam essa decisão dos senadores, e caso Dilma seja afastada definitivamente, provavelmente entraremos num período de trevas políticas no Brasil.

Em primeiro ato,  a Reforma Trabalhista já foi colocada na pauta de discussões, tanto pelo presidente da CNI, que disse recentemente que temos que trabalhar 80 horas semanais, como pelo novo presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM), que disse que isso é uma das prioridades até o final do seu mandato em fevereiro próximo.

Em segundo ato, a Reforma Previdenciária vem também sendo colocada na mesa das discussões desde o início do Governo interino de Michel Temer, em conjunto com seu Ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, que em nome da austeridade econômica os brasileiros devem trabalhar até os 70 anos para se aposentar, nivelando homens e mulheres no mesmo patamar. 

Em terceiro ato, não adianta muita discussão, pois gente comum não decide nada, e com esse Governo consolidado, a PEC das Terceirizações no Brasil virá à tona com toda força, principalmente para acabar com décimo terceiro e férias. Além da certeza de que salários serão congelados durante vinte aos, também virão as propostas nefastas das privatizações no país, começando pela Petrobrás e pela Caixa Econômica Federal.

Aqui não é o afastamento de Dilma que está em jogo, são os direitos sociais e a CLT, as leis de proteção dos trabalhadores/as, que correm riscos de serem revogadas, bem como a soberania do país como nação em processo de desenvolvimento cultural, social e econômico.


Se tudo ficar como a votação que aconteceu na madrugada do dia 10 de agosto, consolidando-se a cassação do mandato da presidente, os movimentos sociais e sindicais também se preparem para enfrentar as “espadas” da Lei Antiterror, pois Michel Temer não se fará de rogado para se utilizar dessa ferramenta antidemocrática, quando for o caso de tirar os direitos sociais do povo. Prova disso ele já deu recentemente com a repressão aos manifestantes nas praças esportivas das olimpíadas, imitando provavelmente Luís XIV, da França do absolutismo monárquico.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Grande oportunidade: Inscrições abertas para o Fundo Socioambiental Caixa

Por Genaldo de Melo A Caixa Econômica Federalestá com inscrições abertas para oFundo Socioambiental Caixa – FSA Caixa, que apóia projetos socioambientais voltados ao desenvolvimento integrado e sustentável para a população de baixa renda. O financiamento varia de 200 mil a 1 milhão de reais. São dois os editais abertos no momento para o FSA Caixa: Desenvolvimento e Cidadania; e Energias Renováveis e Recursos Hídricos. No edital de Desenvolvimento e Cidadania serão selecionados 20 projetos voltados à promoção socioeconômica com foco em saúde, educação, inclusão produtiva e promoção da cidadania, que tenham como finalidade a erradicação da pobreza, inclusão social e econômica, promoção da justiça, da dignidade e da qualidade de vida, implementados por organizações da sociedade civil sem fins lucrativos que atuem junto a grupos e comunidades em situação de vulnerabilidade social. O prazo para inscrição nesse edital é dia 11 de julho. Já no edital de Energias Renováveis e R…

Lula foi inocentado

Por Genaldo de Melo Recentemente o jornalista José Roberto Guzzo, colunista da revista Veja, escreveu um artigo intitulado “É só explicar”, cobrando indignado que Lula deveria aproveitar apenas quinze minutos para explicar sobre o polêmico apartamento que por “convicção" setores do Ministério Público Federal insistem na tese de que foi matéria de propina dada pela empresa OAS ao mesmo.
Interessante é que pelo que sabemos Lula já gastou uma carga de centenas e centenas de quinze minutos explicando que o polêmico apartamento não lhe pertence, e de todos os modos tenta explicar juridicamente esse fantoche político, mas tanto o Ministério Público quanto a mídia do Jornalismo de propaganda política continua insistindo nesse assunto.
Agora realmente o que causa um pouco de indignação é que as testemunhas de acusação que apresentaram seus depoimentos hoje (21/11) ao MPF, absolutamente todas são unânimes em dizer que não podem incriminar Lula, porque elas mesmas não negociaram nada disso em…

O desespero da Globo com seu circo de horrores

Por Genaldo de Melo A Rede Globo de Comunicações, que passou os quinze dias que antecederam o tão badalado depoimento de Lula ao juiz Sérgio Moro, por causa de um triplex, que até agora ninguém mostrou de fato nenhum documento do mesmo no nome dele, e do mesmo modo não comprovou que ele ganhou o mesmo como forma de propina, literalmente entrou em desespero. Interessante é que o tríplex entrou no imposto de renda da OAS, e D. Marisa entrou com um processo judicial para receber sua cota parte de volta, quando desistiu do mesmo, que era de R$ 209 mil em 2009 e hoje é de R$ 300,8 mil (o processo está na 34ª Vara Cível).
A Globo utilizou ao modo de Goebbels o discurso de que Lula poderia, aliás, teria que ser preso ali mesmo em Curitiba, até mesmo com um provável desacato ao juiz, mas como Lula não foi preso porque pelo visto o apartamento não é mesmo dele, partiu para um ataque tão violento, que não se pode dizer que está mais praticando jornalismo.
Do momento do depoimento até agora, quase …