PSDB abandona Michel Temer

Por Genaldo de Melo
Realmente como escreveu hoje Alex Solnik o mar não vai está para peixe caso Michel Temer consiga se consolidar na Presidência da República tirando Dilma Rousseff através da maracutaia política. Os indícios do rompimento político entre o PSDB e o PMDB foi apresentado hoje pelo senador José Aníbal, porta-voz do atual proprietário da agremiação tucana, o senador da República Aécio Neves. 

Todo mundo de bom senso e compreensão política sabe que por causa das eleições de 2018, em que o mineiro quer voltar a ser o candidato dos tucanos, este não gosta da possibilidade de ter que dividir as atenções partidárias com José Serra que também pretende ser candidato. 

E por isso ele promoveu dentro do partido seu amigo o Senador da República José Aníbal para à presidência do Instituto Teotônio Vilela, e Serra não gostou. Além disso, tudo o que Aécio não queria com bem diz o articulista de Brasil247 é que o ministério dado para o PSDB fosse para o grupo de Serra, exatamente para este que se coloca como vitrine do partido dentro do Governo. 

Então como Aécio não tem postura para dizer publicamente as suas posições ele usa seus aliados, e este é exatamente o Senador José Aníbal. E hoje Aécio através de seu microfone humano disse de forma clara nas entrelinhas que o casamento entre PSDB e PMDB existiu até aqui somente para derrubar Dilma, e que ele não concorda com as propostas neoliberais de Temer. 

Então é bom que Michel Temer, José Serra, e até Henrique Meirelles, que também quer se projetar à condição de candidato em 2018, tirem seus cavalinhos da chuva. Vida mole não existe, Aécio Neves quer ser Presidente da República! Parece que para ele Michel Temer não é problema, o problema é Lula.

Comentários