300 candidatos à prefeito pedindo votos em Feira de Santana

Por Genaldo de Melo
Logo eleições 2016 página interna.
De quatro em quatro anos acontecem eleições municipais que escolhem futuros prefeitos e vereadores de todos os municípios do Brasil. De legislatura em legislatura sempre mudam os nomes dos indivíduos que se elegem para os mandatos de vereadores. Na grande maioria dos pleitos eleitorais as chamadas casas da cidadania mudam em torno de 50% de seus quadros.

Em Feira de Santana o contexto não é diferente. O que difere no município é a quantidade de candidatos interessados em serem legisladores, por ser o município de grande porte, com mais de 600 mil habitantes. Nessas eleições de 2016 temos mais de 400 nomes pleiteando uma das 21 vagas disponíveis.

Quem não conhece Feira de Santana e aqui chega pela primeira vez nesse período, inicialmente fica confuso em relação a quem é candidato à prefeito, e quem é candidato à vereador.  A confusão não se dá tanto no visual das campanhas nas ruas, pois se sabe logo quem é quem por causa da numeração, já que vereador tem cinco números e prefeito apenas dois, apesar de na grande maioria os “slogans’ das campanhas dos vereadores no remeterem à campanha de prefeito.

Em função das novas regras da Minirreforma Eleitoral a campanha de vereador está sendo veiculada em pequenos espaços de tempo no rádio e televisão durante todo o dia. As aberrações  são latentes, e ninguém entende porque candidato ao posto de vereador em vez de fazer campanha para vereador, está fazendo a campanha como se fosse candidato à prefeito.

Como as campanhas dos candidatos à Prefeitura Municipal estão literalmente pobres em conteúdos, bem que os 06 candidatos deveriam imitar ou copiar os “nobres” aspirantes à Câmara Municipal. Os candidatos à vereadores estão prometendo tudo aquilo que cabe ao prefeito, somente faltando dividir lotes no céu.


É bom que os coordenadores das campanhas majoritárias, porque os candidatos não dispõem de tempo, analisem melhor o site do Tribunal Regional Eleitoral, bem como nas atas das convenções realizadas, para ver se os nomes dos candidatos à Prefeitura não foram trocados. Porque...!

Comentários