A verdade sobre a Lava Jato é que parece que ela se anuncia somente eleitoreira para vencer o PT

Por Genaldo de Melo
charge_moro_incendiador_da_republica_vitort-740x417
Ninguém em plena consciência é contra o combate à corrupção nesse país. Mas pelo visto com as prisões e os espetáculos midiáticos nas proximidades das eleições municipais tem ficado claro que a Operação Lava Jato não parece com a finalidade de promover o combate à corrupção, pois fica claro a cada dia com a prisão somente de petistas de que ela está se servindo para fazer política.

Tem que ser um completo idiota para não enxergar que apenas agentes políticos do PT, estão sendo presos como a melhor maneira de convencer a opinião pública de que eles são criminosos, e influenciar eleitoralmente os adversários desse partido já nessas eleições.

Ninguém seria contra a Lava Jato se ela através de seu coordenador, o juiz Sérgio Moro, também mandasse prender agentes políticos denunciados pelas delações premiadas também do PMDB, do PSDB e dos partidos de sustentação a esses. Ora, a Operação está se desmoralizando porque o povo já está enxergando que eles só querem prender petistas, tanto que parece que o feitiço está se voltando contra os feiticeiros, porque quando Lula e Dilma estão indo às ruas, estas se lotam de multidões, enquanto que quando os amigos do PMDB e PSDB vão às ruas, ou a eventos eles estão sendo literalmente vaiados.

De que a Operação Lava Jato está servindo para fazer política nas proximidades das eleições que escolherão vereadores e prefeitos que serão os cabos eleitorais de 2018, ninguém tem mais dúvida. Resultado disso foi que o Ministro da Justiça, Alexandre Moraes, entregou o fato consumado em Ribeirão Preto ontem em seu discurso num comício do PSDB, quando garantiu a prisão antecipada de Antonio Palocci, exatamente liderança política daquele município.

Com este Blog apresentou semana passada no artigo "O desafio é prender rápido um importante personagem da esquerda para vencer as eleições municipais" pode ser  que esta semana haja uma prisão de petistas todos os dias, com acusações antes da sentença transitada em julgado, e sem que se apresente motivos urgentes, numa clara e enorme desobediência à Constituição Federal. O motivo é a política como coisa em si, e as eleições municipais que acontecem domingo.

O discurso de combate à corrupção com a prisão somente de petistas são elementos perigosos, porque não se apresenta apenas rasgar a Constituição de 88, pode também ser que esteja nascendo um novo regime de exceção aonde ninguém mais possa ter razão, pode ser que esteja em gestação um novo regime autoritário sem que a nação em si não perceba a tempo.


Como existe latente também um trabalho de contraponto às informações do jornalismo de propaganda política da Globo e de seus papagaios de plantão, pode ser também que em 2018 seja mais um vexame para o PSDB e outros golpistas organizados. Porque ninguém no Brasil vai permanecer enfeitiçado tanto tempo para não ver que só estão acusando e prendendo petistas, como se o resto fosse santo a ser ungido e canonizado. A história é a prova dos nove!

Comentários