Fácil discurso contra o Bolsa Família de quem tem garantido suas boas doses de uíques


Por Genaldo de Melo
Um rapaz bem conceituado na sociedade feirense tomando seu uísque cowboy, desses de cinquenta reais à dose num dos bares conceituados da Rua São Domingos, essa semana estava esbravejando seus conceitos políticos, contra tudo e contra todos que no mínimo cheirasse coisa de esquerda e de progressismo.


Mas a sua maior raiva era que os governos de Lula e Dilma não tiveram vergonha na cara, porque sustentaram durante todos esses anos um “magote” de vagabundos via Bolsa Família. Para ele é inaceitável que tanta gente trabalhe e construa riquezas para esse país pagando impostos, e esses políticos “vermelhos’ fiquem distribuindo dinheiro para quem não quer trabalhar.


Parece que mal informado, desses que somente leem a Folha de São Paulo e o Estadão, já que citava demais os jornalões da capital paulista, ele sustentava peremptoriamente a tese de que o Bolsa Família deve acabar, porque o Estado brasileiro vai falir se isso não for feito logo. E de quebra chamou logo, Michel Temer de vagabundo também, porque não fez isso logo no primeiro dia de seu governo ilegítimo!


Para o bem da humanidade o rapaz é desinformado e está completamente errado! Pois para manter esse importante programa de distribuição de renda o Estado gasta somente algo em torno de 0,5% do PIB. E somente com isso já se diminuiu em muito a Mortalidade Infantil, melhorou a alimentação do povo, e ajudou a colocar os filhos dos pobres nas escolas.


Segundo o Relatório Mundial de Saúde, o Bolsa Família reduziu em 28% a pobreza em nosso país (quase um terço) e foi responsável direto pela diminuição de 65% das mortes causadas por desnutrição e de 53% dos óbitos causados por diarréia em crianças menores de cinco anos de idade. Além disso, como se comprova também com dados o governo não sustenta malandros, pois 75% dos beneficiários do Programa trabalham e 12% já deixaram de receber voluntariamente por melhorarem de vida.


Parece que para esse "nobre" rapaz o governo tem é que colocar na forma de "subvenção" dinheiro para os ricos, como fez no orçamento do ano que vem colocando rios de dinheiro para agronegócio. O problema do rapaz é que realmente parece que ele não gosta de pobre, ele gosta mesmo é de Old Par, em bar de rico que cobra caro a dose...!

Comentários