Importante deputado que se apresenta como amigo de Cunha pode cair em desgraça na Bahia


Por Genaldo de Melo
thumb image
Como eleição para deputado difere de eleição para os cargos executivos, pode ser que o deputado federal baiano João Carlos Bacelar (PR) consiga afastar de sua imagem a condição impopular de ter sido o único deputado baiano, no conjunto dos 39 representantes do Estado na Câmara dos Deputados, a ter defendido com “unhas e dentes” o mais impopular deputado federal da história política brasileira recente, Eduardo Cunha.


Ninguém realmente conseguiu compreender sua atitude, fato que somente ele mesmo deve saber. Mas que foi desastroso para sua imagem como único político baiano a ter defendido o bandido, isso ninguém, por mais marqueteiro que seja vai conseguir mudar.

Sorte dele que em 2018, nas eleições de outubro já passado 24 meses depois, ninguém pode querer perder tempo na hora de angariar voto, falar em João Carlos Bacelar. Se bem que também o povo não tem memória política, e até lá todo já se esqueceu de tudo, e Eduardo Cunha poder ser coisa do passado.


Mesmo assim, duas podem ser suas preocupações, bem como de seu partido, já que ele comanda a legenda na Bahia. Primeiro, pode ser que Eduardo Cunha daqui prá lá não seja página virada, como lembrou Requião, e ainda incomode muita gente, e mesmo na condição de criminoso político fique em evidência, porque a mídia precisa disso. E segundo, pode ser que adversários internos do deputado, e externos ao partido, possam querer mapear seus votos, e queiram sempre reavivar a memória do eleitor de que ele sempre defendeu o maior bandido político do país.


Sinceramente, eu não gostaria de está na pele dele, se tem adversários políticos em suas bases eleitorais, doido “varrido” por votos!

Comentários