O milagre da popularidade parece que não vai vim

Por Genaldo de Melo
Não existe paralelo na história política no Brasil de tanta impopularidade de um Presidente da República em tão pouco tempo. É tanta impopularidade que em todos os lugares que o homem está indo, ele está sendo literalmente vaiado. Para quem achava que depois que derrubassem Dilma Rousseff do Palácio do Planalto, Michel Temer navegaria em céu de brigadeiro, foi um ledo engano.

Em Feira de Santana parece que se ele quisesse se candidatar a vereador, e a legislação assim o permitisse nessa altura do campeonato, talvez o homem não tivesse nem mesmo o voto dele, porque seria tanta vaia na hora de votar diante da urna que ele mesmo erraria seu número. Mede-se a popularidade de um homem político pela opinião das pessoas nas feiras livres.

Se quiserem medir então como anda a opinião das pessoas em relação ao novo governante basta para isso visitar a feira livre do Centro de Abastecimento de Feira de Santana. Enquanto estão em alta José Ronaldo, Zé Neto, Ângelo Almeida, Jairo Carneiro, Jonathas Monteiro e Leonardo Pedreira, Michel Temer está sendo tratado na língua do povo até mesmo como cachorro e bandido.


Se continuar pelo andar da carruagem, e seu marqueteiro colocar em prática sua campanha chamando o povo de ladrão, o “Fora ladrão”, provavelmente teremos no Brasil para nosso azar o pior governo da história republicana, o governo do DEM, porque Michel Temer não vai aguentar e renunciar.

Comentários