O milagre dos candidatos em Feira de Santana

Por Genaldo de Melo
Prestação de Contas
Alguma coisa não cheira bem nessas eleições em Feira de Santana em relação às campanhas para vereadores. As últimas mudanças na legislação eleitoral definiram regras bastante claras em relação ao andamento do processo, mas parece que alguns nobres pretendentes à Casa da Cidadania não estão muitos interessados em cumprir os rigores da Lei.

Feira de Santana hoje tem aptos para votação 397.590 cidadãos, e segundo os rigores da Lei Eleitoral cada candidato somente pode gastar e comprovar à Justiça eleitoral a quantidade de recursos financeiros no valor de R$ 66.792,43. Porém, pelo volume de algumas campanhas eleitorais de alguns “nobres”, que nem ainda se elegeram isso parece “fichinha”.

Se a Lei diz que a quantidade de recursos a serem utilizados e comprovados é somente isso, porque o volume de campanha de alguns candidatos a “olho nu” parece que já ultrapassa isso, parece de fato campanha milionária?

Fica difícil compreender como alguns candidatos colocam nas ruas um volume que impressiona de carros de som, quando um carro de som pode custar em torno de alguns milhares de reais por mês, pela experiência de atividades que não são da política.


Interessante que precisa gastar dinheiro com carro de som, material impresso, contratação de pessoal (limite de 334) e outros. Mas...!

Comentários