34 milhões de reais que anunciam o próximo a cair no governo do mordomo

Por Genaldo de Melo
O “ilegítimo” chanceler” José Serra, aquele que não gosta da cor vermelha, e que provavelmente nem camisa vermelha tenha em seu guarda-roupa, está entrando, literalmente entrando no sinal vermelho com a delação premiada da Odebrecht, cujo acordo foi fechado nesta semana. 

Segundo rumores não vai demorar muito tempo e seu cargo estará em jogo para que o também presidente “ilegítimo” Michel Temer possa escolher outro nome para substituir suas trapalhadas internacionais, pois os executivos da Odebrecht prometeram entregar em breve todos os recibos que comprovam que o repassaram em valores atualizados de hoje R$ 34 milhões de reais, numa conta secreta da Suíça, numa articulação do ex-tesoureiro tucano Márcio Fortes e pelo banqueiro Ronaldo Cezar Coelho.

Pelo visto setores políticos do Judiciário brasileiro e a mídia do Jornalismo da Obediência não vão conseguir salvar o “nobre careca”, que foi um dos principais mentores da onda de combate à corrupção, que derrubou sem nenhuma prova de crime, Dilma Rousseff.

De acordo com reportagem de Bela Megale, a Odebrecht revelou como pagou R$ 23 milhões ao candidato tucano à Presidência da República, em 2010, numa conta secreta na Suíça, pelo caixa dois, que atualizado e corrigido pela inflação de hoje ficam nos R$ 34 milhões.

Parece que não vai ser mais fácil criar tantos factoides sobre “pedalinhos” de Lula, reformas de sítios e apartamentos que comprovadamente não lhes pertence para lhe incriminar sem provas, por causa das eleições de 2018, enquanto um dos mais espalhafatosos membros do atual governo recebe dinheiro ilícito da mesma forma que o ex-presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha.

Muita gente acha que é melhor os setores políticos do Judiciário brasileiro, e a mídia do Jornalismo de propaganda política, resolver logo colocar no seu devido lugar os verdadeiros corruptos desse país, para depois se preocupar com Lula, porque o bolo dele está aumentando a cada factoide e “convicção” que surgem que não dá em nada, e deixa sempre a pulga da orelha do erro contra o ex-presidente.


Para o país é melhor começar a ver logo se José Serra realmente recebeu esse dinheiro todo, e se verdade tirar logo ele do Governo, pois precisamos de gente limpa para fazer a diplomacia com o resto do mundo, e não com gente que discursa em favor do combate à corrupção com um telhado de vidro fino de lâmpada LED.

Comentários