Pular para o conteúdo principal

A verdade sobre o desmantelamento do sistema de Educação e Saúde Públicas anuncia uma tragédia

Por Genaldo de Melo

A sociedade brasileira somente vai enxergar a gravidade da aprovação da PEC 241 quando já for tarde demais, pois a letargia tomou conta de quem deveria pensar em formas de resistência, e o povo em si como abobalhado e enfeitiçado pelo processo de imbecilização programada sistematicamente pela Rede Globo não sabe nem de perto do que se trata, nem ao menos do retrocesso que vai ser o Estado limitar e congelar gastos com saúde e educação públicas.

A Proposta de Emenda Constitucional que está prestes a se tornar realidade apresenta um Estado fraco que não vai ter controle sobre os setores essenciais de nossa economia já que não pode crescer, o que se caracteriza numa verdadeira catástrofe a médio e longo prazo para a sociedade brasileira. Não se trata aqui de discurso de militante de esquerda, o que está acontecendo no país é tirar a possibilidade de soberanamente os próprios brasileiros governarem suas atitudes e iniciativas, e principalmente praticamente consolidar para segundo plano os setores mais essenciais da vida humana, que é o processo de educação das gerações futuras, bem como a possibilidade de assegurar o pleno direito à saúde pública de qualidade.

São duas noções de Estado completamente diferentes que estão em disputa. A primeira defendida por setores mais progressistas que compreendem o Estado como mentor, fomentador e no controle de setores essenciais que são a educação e a saúde. A segunda visão de Estado defendida pela direita brasileira é a noção do Estado Mínimo, “da rainha da Inglaterra que nada faz a não ser engordar de panturrilhas”, porque quem vai governar serão os técnicos do setor privado.

A PEC 241 não é essa beleza toda que Michel e seus asseclas querem passar para a sociedade brasileira, com o apoio exclusivo de uma mídia doentia que não ver o Brasil com a possibilidade de soberania, porque o Brasil deve ser visto na opinião deles como país de quinta categoria, que quem deve pensar por ele são os economistas que vivem na parte Norte do planeta. É de uma gravidade tão grande o que está acontecendo que quando os brasileiros descobrirem que o projeto que querem é exatamente aquele que os próprios brasileiros derrotaram em quatro oportunidades nas urnas, porque é um projeto para ricos, já pode ser tarde demais (a moça pode ter que se conformar com seu choro na praia, porque o noivo náufrago não vai mais voltar!).

Congelar gastos públicos para não aumentar impostos dos ricos, para possibilitar o aumento das riquezas dos ricos, é a mais descarada traição de um grupo político que também foi eleito com os votos exatamente de quem defende tudo ao contrário disso aí, porque para o grupo político que teve 54 milhões de votos nas urnas o Estado deve ser forte o suficiente para controlar os setores essenciais de nossa economia. O Estado deve ser forte para não desmantelar um sistema de educação que já é bastante precário, e do mesmo não desmantelar um sistema de Saúde que ainda deve melhorar, e muito!

Mas não! Escola de qualidade para eles tem que ser privada, porque eles têm dinheiro para educar seus filhos, e em relação à Saúde Pública os brasileiros devem não ter mais o SUS porque gasta muito em suas visões conservadoras e doentias, e devem ter os chamados planos de saúde popular defendido por um ministro que nada entende de Estado, pois entende mesmo é de defender os interesses dos empresários dos planos de saúde.


A letargia que tomou conta daqueles que deviam pensar em processos de resistência poderá prejudicar aos brasileiros que não têm tempo para pensar porque tem de trabalhar para manter um mísero salário mínimo que em tese vai ficar congelado durante vinte anos, porque um grupo de ricos que visam acima de tudo o lucro acham que os brasileiros devem ser escravos modernos. A gravidade do problema vai vim, e não vai demorar muito tempo, talvez chegue antes das eleições de 2018, para que Michel Temer leve a culpa por tudo e o Brasil enfeitiçado eleja a mais descarada direita que somente tem compromisso com os clubes dos Koch, com a gravidade ainda de que podem prender Lula para não ser o contrapondo eleitoral ao desmantelamento mais completo do Estado brasileiro.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Grande oportunidade: Inscrições abertas para o Fundo Socioambiental Caixa

Por Genaldo de Melo A Caixa Econômica Federalestá com inscrições abertas para oFundo Socioambiental Caixa – FSA Caixa, que apóia projetos socioambientais voltados ao desenvolvimento integrado e sustentável para a população de baixa renda. O financiamento varia de 200 mil a 1 milhão de reais. São dois os editais abertos no momento para o FSA Caixa: Desenvolvimento e Cidadania; e Energias Renováveis e Recursos Hídricos. No edital de Desenvolvimento e Cidadania serão selecionados 20 projetos voltados à promoção socioeconômica com foco em saúde, educação, inclusão produtiva e promoção da cidadania, que tenham como finalidade a erradicação da pobreza, inclusão social e econômica, promoção da justiça, da dignidade e da qualidade de vida, implementados por organizações da sociedade civil sem fins lucrativos que atuem junto a grupos e comunidades em situação de vulnerabilidade social. O prazo para inscrição nesse edital é dia 11 de julho. Já no edital de Energias Renováveis e R…

Lula foi inocentado

Por Genaldo de Melo Recentemente o jornalista José Roberto Guzzo, colunista da revista Veja, escreveu um artigo intitulado “É só explicar”, cobrando indignado que Lula deveria aproveitar apenas quinze minutos para explicar sobre o polêmico apartamento que por “convicção" setores do Ministério Público Federal insistem na tese de que foi matéria de propina dada pela empresa OAS ao mesmo.
Interessante é que pelo que sabemos Lula já gastou uma carga de centenas e centenas de quinze minutos explicando que o polêmico apartamento não lhe pertence, e de todos os modos tenta explicar juridicamente esse fantoche político, mas tanto o Ministério Público quanto a mídia do Jornalismo de propaganda política continua insistindo nesse assunto.
Agora realmente o que causa um pouco de indignação é que as testemunhas de acusação que apresentaram seus depoimentos hoje (21/11) ao MPF, absolutamente todas são unânimes em dizer que não podem incriminar Lula, porque elas mesmas não negociaram nada disso em…

O desespero da Globo com seu circo de horrores

Por Genaldo de Melo A Rede Globo de Comunicações, que passou os quinze dias que antecederam o tão badalado depoimento de Lula ao juiz Sérgio Moro, por causa de um triplex, que até agora ninguém mostrou de fato nenhum documento do mesmo no nome dele, e do mesmo modo não comprovou que ele ganhou o mesmo como forma de propina, literalmente entrou em desespero. Interessante é que o tríplex entrou no imposto de renda da OAS, e D. Marisa entrou com um processo judicial para receber sua cota parte de volta, quando desistiu do mesmo, que era de R$ 209 mil em 2009 e hoje é de R$ 300,8 mil (o processo está na 34ª Vara Cível).
A Globo utilizou ao modo de Goebbels o discurso de que Lula poderia, aliás, teria que ser preso ali mesmo em Curitiba, até mesmo com um provável desacato ao juiz, mas como Lula não foi preso porque pelo visto o apartamento não é mesmo dele, partiu para um ataque tão violento, que não se pode dizer que está mais praticando jornalismo.
Do momento do depoimento até agora, quase …