Conselho para quem queima pneu em rodovia

Por Genaldo de Melo
O instrumento utilizado pelos movimentos sociais para mobilizar a sociedade e a Opinião Pública para a solução de determinados problemas sociais, utilizando a ocupação de BR’s e estradas de grande movimentação nunca foi e nem nunca será um instrumento eficiente que venha a atingir resultados políticos esperados. São as ruas e praças que devem ser ocupadas se quer chamar a atenção e não irritar a população que trabalha e precisa das vias para se movimentar.

Nessas mobilizações ocupa-se aqueles espaços de movimentação de carros, queima-se pneus e utiliza-se de outros mecanismos para chamar atenção, mas logo após esses eventos nenhum fato novo acontece, pois as mobilizações da forma como são feitas atingem e prejudicam somente a parcela da população que não vai resolver o problema exigido pelos manifestantes.

Mesmo que chame a atenção da sociedade, tenha ampla participação da imprensa com serviços de socialização das informações, mas quanto às soluções esperadas nunca elas acontecem, porque as manifestações não atingem exatamente quem decide, que são os representantes políticos que aprovam e revogam leis no país.

Nessa semana mais uma manifestação aconteceu em vários pontos do país contra a aprovação da PEC 241, e mais uma vez a mobilização do governo “ilegítimo” de Michel Temer, oferecendo um jantar aos deputados, regado a bom vinho e boas comidas que pobre não come, poderá ser mais forte do que o incômodo que a população passa ao se atrasar para o trabalho, porque as ruas e as BR’s estão ocupadas.

Grande erro! Se os movimentos sociais querem chamar a atenção de quem resolve problemas ou prejudica a população têm que planejar é ocupar as portas dos deputados (lógico, que de forma pacífica!), pois assim atinge diretamente os próprios mentores dos erros que a sociedade clama para que não aconteça.

Num sistema de democracia representativa que vivemos, que não mais funciona, não adianta querer chamar a atenção de quem somente ver as reivindicações pelos jornais e pela televisão, incomodando somente o povo, pois pela manhã apresenta-se as notícias das manifestações, e pela tarde os mesmos jornais e a mesma televisão já apresentam a festa dos nobres deputados quando aprovam exatamente aquilo de que a sociedade é contrária, porque os deputados não ouvem e a população ainda fica com raiva dos manifestantes.


A mobilização e a manifestação popular somente vai funcionar ocupando os espaços aonde incomodem e sensibilizem politicamente quem decide, que são os deputados, pois o resto não funciona mais.

Comentários