Pular para o conteúdo principal

É incrível, mas agora Lula ganhou de presente um estádio de futebol segundo a Folha de São Paulo

Por Genaldo de Melo
Mais uma vez setores da mídia brasileira de propaganda política se prestam ao papel ridículo de querer colar uma imagem de um Lula “doce demais”, a ponto de não apenas receber presentes caríssimos como um sítio em Atibaia, um apartamento triplex em Guarujá, um famoso barco de lata, uns “pedalinhos” que mexeu com o imaginário dos jornalistas brasileiros pelo seu preço, e agora exageradamente tentar colar a notícia sensacionalista de que ele recebeu de presente um campo moderno de futebol: a Arena Itaquerão.

Nesse final de semana a Folha de São Paulo escandalizou a notícia de que o proprietário de uma das maiores construtoras do país, Emílio Odebrecht, presenteou Lula com o campo de futebol do Corinthians de quase um bilhão de reais. É a piada deste domingo, publicada pela Folha de São Paulo, que, infelizmente, não saiu na coluna do Sensacionalista. 

Parece que Lula, por causa das pesquisas de opinião sobre as eleições presidenciais de 2018, consegue realmente mexer com o imaginário dos jornalistas e dos donos da Folha de São Paulo e de outros jornalões, a ponto de inventarem tais disparates que não podem ser considerados materiais jornalísticos de qualidade para os seus leitores, mas como lixo político de esgoto.

Interessante é que o Itaquerão foi obra conjunta das esferas dos governos Federal, Estadual e Municipal de São Paulo, mas o jornal que deveria prestar serviços de informações e notícias sérias aos seus leitores, literalmente está dizendo que Lula é o dono do Itaquerão. Que vergonha para a nação brasileira ter que se informar com jornais que inventam mentiras por causa de suas opções políticas para 2018!

Que absurdo! Que falta de respeito com os brasileiros, mesmo com aqueles que não gostam de Lula! Dizer que se gastou uma fortuna com um campo de futebol, que eles mesmos torceram para que não ficasse pronto a tempo de servir para a abertura da Copa do Mundo de Futebol, somente para depois presentear Lula...

Esqueceram de dizer que a ideia de investir no Itaquerão, surgiu do risco de São Paulo, uma das cidades-sede da Copa do Mundo, não poder contar com um estádio à altura para o evento. A tentativa de utilização do estádio do Morumbi não prosperou diante da impossibilidade do São Paulo Futebol Clube em assumir os R$ 630 milhões necessários ao atendimento às exigências da Fifa. Daí a opção pela Arena Corinthians, cujo projeto inicial, diga-se, era bem mais modesto do que aquele que acabou prevalecendo, mas deixando uma dívida de R$ 900 milhões que o próprio Corinthians vem pagando aos poucos e de forma sofrida à construtora baiana.

Na época o governador Geraldo Alckmin decidiu investir nada menos de R$ 365 milhões em obras de melhoria da acessibilidade à região. O prefeito Gilberto Kassab, não apenas destinou R$ 105 milhões para a modernização do sistema viário, como assinou decreto concedendo R$ 420 milhões em incentivos fiscais para a construção do estádio, na forma de títulos batizados de Certificados de Incentivo ao Desenvolvimento (CIDs). Os certificados poderiam ser utilizados para o pagamento de impostos municipais como o Imposto sobre Serviços (ISS) ou o Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU) próprios ou de terceiros. Mas eles todos fizeram isso para simplesmente presentear Lula, na “língua” da Folha de São de Paulo.


Se continuar assim daqui uns dias o jornalismo de propaganda política contra Lula vai doar uma parte do Brasil para que ele desista da ideia de querer ser Presidente da República. Ou então daqui a pouco vão dizer que Lula ganhou de presente o Oceano Atlântico! É demais...!

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

A Globo agora anuncia a incrível piada de início de ano com Luciano Huck e Angélica

Por Genaldo de Melo A Rede Globo sempre esteve envolvida nas tentativas de apresentar para a sociedade brasileira candidatos à presidente que representassem a possibilidade de a pequena minoria conservadora e dona dos meios de produção do país tomassem conta do Estado e ficassem no controle dos recursos dos cofres públicos. Mas nunca essa rede de comunicação com concessão pública escancarou tanto na suas escolhas com fez nesse final de semana com a participação de seu funcionário Luciano Huck no programa televisivo de maior audiência do país em um domingo à tarde.
Luciano Huck, que numa contradição além dos limites para um sujeito que aconselha publicamente a seriedade, a honestidade e o combate à corrupção dos homens públicos, demonstrou que além de falta de seriedade dele próprio já que havia desistido publicamente de candidatura, também demonstrou que a Rede Globo resolveu entrar de vez na disputa para ter um nome na Presidência da República para chamar de seu.
E mais grave ainda, par…

O desespero da Globo com seu circo de horrores

Por Genaldo de Melo A Rede Globo de Comunicações, que passou os quinze dias que antecederam o tão badalado depoimento de Lula ao juiz Sérgio Moro, por causa de um triplex, que até agora ninguém mostrou de fato nenhum documento do mesmo no nome dele, e do mesmo modo não comprovou que ele ganhou o mesmo como forma de propina, literalmente entrou em desespero. Interessante é que o tríplex entrou no imposto de renda da OAS, e D. Marisa entrou com um processo judicial para receber sua cota parte de volta, quando desistiu do mesmo, que era de R$ 209 mil em 2009 e hoje é de R$ 300,8 mil (o processo está na 34ª Vara Cível).
A Globo utilizou ao modo de Goebbels o discurso de que Lula poderia, aliás, teria que ser preso ali mesmo em Curitiba, até mesmo com um provável desacato ao juiz, mas como Lula não foi preso porque pelo visto o apartamento não é mesmo dele, partiu para um ataque tão violento, que não se pode dizer que está mais praticando jornalismo.
Do momento do depoimento até agora, quase …

Lava Jato pode apresentar a lista de santos que o Brasil deve votar em 2018

Por Genaldo de Melo O procurador da República em Curitiba, um dos coordenadores da Operação Lava Jato, Deltan Dallagnol, parece que compreendendo que o povo brasileiro é um dos mais despolitizados do mundo, tanto que escolhe sempre os piores para serem representantes no Congresso Nacional, quer que para se terminar com a Operação de vez em 2018, orientar para que se vote nos melhores, só não diz quem são os melhores para um povo que vende o voto para corruptos.
Em sua aparição na Globonews, como se fosse um artista de cinema ou um astro do futebol, fala do fim da Lava Jato, mas deixa bem claro que ela só acaba se os brasileiros melhorarem o Congresso Nacional nas urnas. Ele parece que quer continuar com seus espetáculos e não resolver de fato o problema de combate e prevenção da corrupção, pois trabalha como um cabo eleitoral, e efetivamente não prendeu ninguém que foi delatado ligado aos tucanos, demistas e peemedebistas (com exceção de Cunha, que ninguém sabe de fato se realmente ele …