Pular para o conteúdo principal

O milagre da prisão de Eduardo Cunha esconde outro desafio

Por Genaldo de Melo
Ninguém é a favor da corrupção, sejam aqueles que são de fato honestos e querem que a mesma seja não somente combatida, mas também de alguma forma prevenida, como também aqueles que se locupletam com os recursos públicos e necessitam do discurso contra a corrupção para se manter politicamente na ativa no mundo político. E foi exatamente a corrupção que foi matéria de todos os discursos e práticas políticas nos últimos anos, tanto que foi exatamente com esse discurso que corruptos comprovados tiraram Dilma Rousseff do Palácio do Planalto sem provar que a mesma estava envolvida em corrupção.

E por isso finalmente prenderam Eduardo Cunha, o Senhor dos Anéis, que deveriam já ter ido para a cadeia já nos últimos meses de 2015. Mas como precisavam dele para que fizesse todo o trabalho sujo de golpear a democracia brasileira, e fazer com que nos tornássemos a República mais frágil do planeta Terra, deixaram para prendê-lo exatamente quando dele precisasse de novo. E agora como a Lava Jato já estava em pleno processo de apodrecimento moral, porque existia somente para perseguir membros de um só partido, eis que de novo Cunha serve como o bode na sala para demonstrar que Moro não é um juiz parcial.

Porém o que se ver ainda nesse processo todo é que Cunha apesar de ter sido preso ainda não foi totalmente eliminado, lembrando aqui o que disse em tempos recentes o senador pelo Paraná Roberto Requião, de que a história de Eduardo Cunha não tinha ainda terminado quando o mesmo perdeu seu mandato. Cunha ainda pode servir para outras duas parafernálias políticas no país. A primeira prender Lula sem provas com o discurso "moral" de que a Lava Jato é imparcial. Porém prender Lula é totalmente diferente de prender Cunha, porque Cunha não dispõe mais de capital político e eleitoral, enquanto Lula mantém todo seu capital, comprovado nessa semana pela pesquisa Vox Populi de que o mesmo vence em todos os cenários as eleições presidenciais de 2018.

A segunda parafernália política de que ainda se podem valer do personagem Eduardo Cunha é para derrubar definitivamente o governo “ilegítimo” de Michel Temer, porque ele também foi um personagem como bode na sala para tirar o PT do jogo político e entregá-lo de volta a falsa social-democracia brasileira, que representa a direita em todos os seus ostentares ideológicos. Aqui a tarefa é bem mais simples, pois Michel Temer é o principal político brasileiro do qual Eduardo Cunha sabe de todos os seus mais podres segredos políticos das duas últimas dezenas de anos. A preocupação deve ser porque alguns não querem derrubá-lo agora, porque ele pode ser como bode na sala o “cara” para colocar em prática urgente a agenda impopular do Consenso de Washington, que deve ser aprovada de modo urgente, começando com a PEC 241.

Prova de que existe coisa "esotérica" na prisão de Cunha é que parece que o homem sabia exatamente o dia certo de sua prisão, ou seja, alguém disse prá ele que ele seria preso, para que ele tomasse algumas providências cabíveis. E é a principal safadeza que envergonha qualquer brasileiro por saber que quando foram bloquear suas contas bancárias que ele tem no Brasil, simplesmente não havia um mísero tostão furado. Outro fato simbólico da falta de seriedade é que Cunha já estava com suas malas prontas para sua prisão em Curitiba, e delegaram que ele não poderia sair algemado e sem espetáculos pirotécnicos e globais em madrugadas e manhãs como fizeram com petistas.

Apesar de todo mundo ser contra a corrupção, de todo mundo querer que um dos maiores corruptos da história recente brasileira seja preso e condenado, exatamente a corrupção deve continuar sendo o discurso de políticos nojentos aliados a mídia do Jornalismo da Obediência e aos setores políticos do Judiciário, porque eles querem a qualquer custo fazer exatamente as duas coisas ditas, tirar o bode da sala que é Michel Temer o quanto antes melhor, e derrubar Lula, porque ele vence a todos nas eleições presidenciais de 2018. E direita brasileira comprovou que apesar de ser ruim de voto, é excelente em golpes jurídicos!

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Grande oportunidade: Inscrições abertas para o Fundo Socioambiental Caixa

Por Genaldo de Melo A Caixa Econômica Federalestá com inscrições abertas para oFundo Socioambiental Caixa – FSA Caixa, que apóia projetos socioambientais voltados ao desenvolvimento integrado e sustentável para a população de baixa renda. O financiamento varia de 200 mil a 1 milhão de reais. São dois os editais abertos no momento para o FSA Caixa: Desenvolvimento e Cidadania; e Energias Renováveis e Recursos Hídricos. No edital de Desenvolvimento e Cidadania serão selecionados 20 projetos voltados à promoção socioeconômica com foco em saúde, educação, inclusão produtiva e promoção da cidadania, que tenham como finalidade a erradicação da pobreza, inclusão social e econômica, promoção da justiça, da dignidade e da qualidade de vida, implementados por organizações da sociedade civil sem fins lucrativos que atuem junto a grupos e comunidades em situação de vulnerabilidade social. O prazo para inscrição nesse edital é dia 11 de julho. Já no edital de Energias Renováveis e R…

Lula foi inocentado

Por Genaldo de Melo Recentemente o jornalista José Roberto Guzzo, colunista da revista Veja, escreveu um artigo intitulado “É só explicar”, cobrando indignado que Lula deveria aproveitar apenas quinze minutos para explicar sobre o polêmico apartamento que por “convicção" setores do Ministério Público Federal insistem na tese de que foi matéria de propina dada pela empresa OAS ao mesmo.
Interessante é que pelo que sabemos Lula já gastou uma carga de centenas e centenas de quinze minutos explicando que o polêmico apartamento não lhe pertence, e de todos os modos tenta explicar juridicamente esse fantoche político, mas tanto o Ministério Público quanto a mídia do Jornalismo de propaganda política continua insistindo nesse assunto.
Agora realmente o que causa um pouco de indignação é que as testemunhas de acusação que apresentaram seus depoimentos hoje (21/11) ao MPF, absolutamente todas são unânimes em dizer que não podem incriminar Lula, porque elas mesmas não negociaram nada disso em…

O desespero da Globo com seu circo de horrores

Por Genaldo de Melo A Rede Globo de Comunicações, que passou os quinze dias que antecederam o tão badalado depoimento de Lula ao juiz Sérgio Moro, por causa de um triplex, que até agora ninguém mostrou de fato nenhum documento do mesmo no nome dele, e do mesmo modo não comprovou que ele ganhou o mesmo como forma de propina, literalmente entrou em desespero. Interessante é que o tríplex entrou no imposto de renda da OAS, e D. Marisa entrou com um processo judicial para receber sua cota parte de volta, quando desistiu do mesmo, que era de R$ 209 mil em 2009 e hoje é de R$ 300,8 mil (o processo está na 34ª Vara Cível).
A Globo utilizou ao modo de Goebbels o discurso de que Lula poderia, aliás, teria que ser preso ali mesmo em Curitiba, até mesmo com um provável desacato ao juiz, mas como Lula não foi preso porque pelo visto o apartamento não é mesmo dele, partiu para um ataque tão violento, que não se pode dizer que está mais praticando jornalismo.
Do momento do depoimento até agora, quase …