Agora Zé Ronaldo tem praticamente mandato garantido no Senado

Por Genaldo de Melo
Geddel Vieira tinha um projeto político para 2018, que todos os baianos que acompanham o mundo político tinham plena consciência dele, e que literalmente estava nos planos do prefeito de Salvador, ACM Neto, pois o mesmo era um dos principais homens da República brasileira sobre o comando do PMDB. Mas pelo visto o seu projeto foi literalmente para a bancarrota, e o sonho do Senado foi mais uma vez foi para o futuro, como nos tempos em que foi peça importante do governo de Jacques Wagner.

Com a saída de Geddel da cena no mundo político, considerando que ainda também não se sabe o tamanho que ele ficou politicamente na Bahia, pois no Brasil ficou menor que qualquer outro derrotado eleitoralmente porque não dispõe de mandato, outras forças políticas em torno do projeto da oposição ao governo de Rui Costa já começam a se impor nos próximos passos a serem dados pelo jogo do xadrez político para 2018.

Nesse caso, em que nas próximas eleições serão duas vagas de candidaturas para o Senado Federal em torno do Projeto ACM Neto, e que uma já era praticamente fechada nas hostes para Geddel e seu PMDB, as duas probabilidades colocadas agora serão em torno do DEM e do PSDB.

No PSDB quem aparece com mais força para impor seu nome para aparecer nas urnas é o deputado federal João Gualberto, que no último encontro dos prefeitos eleitos do seu partido demonstrou que quem vai abrir as portas da provável candidatura de Geraldo Alckimin à Presidência da República na Bahia é ele, pois Jutahy Magalhães representa José Serra, e Imbassahy representa Aécio Neves, que pelo visto não vai demorar muito para ambos caírem nas malhas da Lava Jato.

Nesse sentido, com a tentativa de esperteza que deu errado de Geddel, quem mais saiu fortalecido nesse processo foi o DEM com o nome de José Ronaldo de Carvalho, prefeito de Feira de Santana. Se José Ronaldo tinha o sonho do Senado, dessa vez o ouro pode ter caído de presente em sem colo, pois se da ultima vez que foi candidato ao Senado teve quase um milhão e cem mil votos sem muita estrutura, agora Feira de Santana pode mais uma vez ter um Senador, e em pleno vigor da idade para seu deleite político.

Mas mesmo assim não se pode concluir que Geddel está morto, porque pode muito bem ser deputado federal, alijando do processo seu irmão Lúcio Vieira. Agora a tese de que tanto Lúcio Vieira quanto Benito Gama se fortalecem como nomes ao Senado, quaisquer cidadãos que acompanham o mundo político sabem muito bem que isso é matéria requentada por enquanto.

Comentários