Um demagogo querendo ser o melhor presidente nordestino

Por Genaldo de Melo
Michel Temer, conhecido como "boca de envelope amassado", por causa do seu tique nervoso de ficar chupando o canto direito da boca enquanto fala, visitou o Estado de Alagoas hoje (27/12), e demagogicamente tascou o discurso de que quer terminar seu ilegítimo mandato como o melhor presidente "nordestino".

Pode até ser, porque demagogicamente ele cumprindo seu dever como chefe do executivo anunciou a liberação de R$ 755 milhões para que o Ministério de Desenvolvimento Social e Agrário (até agora não entendi essa separação, já que politica agrária deveria ser exclusiva) faça um trabalho de enfrentamento da seca, com a construção de 133 mil cisternas, microacudes e programas de acesso à água em 759 municipios de 15 Estados. Tomara que o povo de seu partido não leve a metade do dinheiro pelo ralo...!

O seu discurso em Alagoas foi bastante constrangedor, porque mesmo cumprindo seu papel como presidente, ele não conseguiu não ser alvo dos protestos dos nordestinos que não concordam com a forma como ele se tornou chefe da nação, bem como está responsável pela mais vergonhosa representação de querer ser pequeno e não grande diante do mundo como coordenou recentemente um processo nesse sentido um verdadeiro nordestino.

Ele disse que tudo passa pela mesa dele para resolver os problemas do Nordeste, mas vergonhosamente foi vaiado em todos os cantos por onde passou em Maceió, a ponto de fecharem o Centro de Convenções aonde ele estava, barrando a entrada de jornalistas e deputados alagoanos. Um sujeito que no momento é o mais impopular dos presidentes querer ser o melhor presidente "nordestino", deve ser mesmo motivo de risada. Com um mandato roubado o pai de Michelzinho é a treva da treva!

Comentários