10 maiores sites que difundem mentiras e notícias falsas no Brasil

Por Genaldo de Melo

Em função da radicalização política que caracterizou o ano de 2016, um fenômeno foi difundido de forma ampla, desorganizada e irresponsável pelo país afora, principalmente através das redes sociais. Ou seja, a difusão de mentiras e notícias falsas caracterizaram 2016 como o ano em que reinou a mentira política, e a falta de compromisso com a verdade, porque o que interessava para alguns era simplesmente derrubar um governo eleito legitimamente por cerca de 54 milhões de votos.
Diante disso, um grupo de especialistas da Associação dos Especialistas em Políticas Públicas realizou um estudo para identificar os maiores sites de notícias do Brasil que disseminam informações falsas, não checadas ou boatos pela internet. O objetivo do estudo foi reconhecer os sites falsos sem compromissos com a verdade, com notícias e textos sem autoria que prejudicam quem os ler.
O estudo utilizou os critérios do “Monitor do Debate Político no Meio Digital”, criado por pesquisadores da USP, e que é uma ferramenta que contabiliza compartilhamentos de notícias no Facebook e dá uma dimensão de notícias publicadas por sites que se prestam a construir conteúdo político “pós-verdadeiro” para o público brasileiro.
Os sites que foram elencados com os mais mentirosos não são sites da grande mídia comercial, bem como não são sites da mídia alternativa com material e conteúdo transparente e com jornalistas responsáveis, tanto pela produção de conteúdos como pela assinatura dos mesmos.
Entre os sites mais compartilhados, que mais difundiram notícias falsas estão exatamente sites ligados aos membros do chamado Movimento Brasil Livre (MBL), o “Ceticismo Político” e o “JornalLivre”, bem como o site “Folha Política”, que conta com a página Folha Política para distribuir suas próprias notícias.
E ainda colocaram o apelido de “Blogs sujos”, em sites independentes que não fizeram outras coisas senão repassar as notícias, informações e as verdades como de fato elas existiram. Isso é o Brasil dos distúrbios institucionais que criaram! Palmas para os especialistas da UPS que fizeram esse levantamento para que o povo brasileiro fique atento para a seriedade ou a falta dela das notícias que recebem diariamente através das redes sociais, especialmente o Facebook e o WhatsAAp! leiam mais aqui em O Cafezinho USP: os 10 maiores sites de “falsas notícias” no Brasil.

Comentários