Je suis Francisco!


Por Genaldo de Melo


Por ser latinoamericano o Papa Francisco tem muita gente que não gosta dele, e principalmente pela postura altiva que o mesmo tem tido para fazer com que sua igreja não perca espaço diante do crescimento da chamada Teologia da Prosperidade, que invade não somente a América Latina, mais o mundo ocidental inteiro.


Mas pelo visto têm correntes dentro da sua igreja que querem de fato fazer oposição não apenas religiosa, mas política, propriamente dito. Francisco toma posturas para adaptar a igreja aos novos tempos, mais conservadores como por exemplo, o cardeal ultraconservador americano Raymond Burke - um dos adversários internos de Francisco, não concordam.


Nesse caso, trata-se da Ordem de Malta que em um comunicado divulgado na quarta-feira em seu site, a Ordem confirmou que se nega a cooperar com a comissão de investigação nomeada pelo papa argentino, para investigar o caso do alemão Boeselager que foi exonerado em 08 de dezembro do cargo que ocupava desde 2014 por ter tolerado a distribuição de preservativos a pessoas com risco de contrair o vírus da aids, segundo a imprensa católica.


A Ordem de Malta é uma influente corrente religiosa da Igreja Católica, que remonta os tempos das cruzadas, está presente em 120 países administrando hospitais e ambulatórios, tem 12.500 membros e cerca de 100.000 funcionários. Apesar de a entidade ser considerada como um Estado e contar com seu próprio passaporte e corpo diplomático, para a Santa Sé continua sendo vista como uma organização religiosa que deve obediência e respeito ao papa.


É muito controverso essas intrigas internas na Igreja Católica, pois o que o Papa Francisco vem fazendo é exatamente um trabalho para que sua igreja continue sendo o que sempre foi no Ocidente, ou seja, a maior religião.


Para o Ocidente é melhor que a Igreja Católica continue sendo a religião referência para todos, porque a chamada Teologia da Prosperidade, o Pentecostalismo, na verdade é a cópia fiel de Baphomet, porque somente pensa em escravizar espiritualmente homens e mulheres fracas, e somente pensa em dinheiro. Que o diga Tolstoi!


A Ordem de Malta deve repensar essa oposição estapafúrdia, porque 12.500 membros não são maiores do que milhões e milhões de fiéis em torno de Francisco e da sua igreja. Viva Francisco!

Comentários