O incrível fenômeno Lula


Por Genaldo de Melo
Lula é um fenômeno político e eleitoral no Brasil, e ninguém sem resistência à raciocínio vai ser contrário a isso. Prova disso são as pesquisas de opinião em relação às eleições presidenciais de 2018, feitas por dois dos principais institutos de pesquisa (Datafolha e Vox Populi), em que o mesmo sempre ultrapassa a casa dos trinta pontos, vencendo a todos os adversários no primeiro turno.
Com tudo isso ficam algumas indagações que devem ainda ser motivo de muito debate. A principal delas é: como foi que Lula cometeu algum tipo de crime, se ninguém encontra tal, a não ser "convicções" de setores do Ministério Público, e não evidências jurídicas?
Não precisa ser tão inteligente ou especialista em política para dialogar com essa verdade de que se houvesse qualquer tipo de prova, por mínima que fosse, já seria motivo para Lula ser preso. Basta ver os esforços que são feitos para que isso aconteça pela parcela do judiciário "politico" brasileiro, pela parcela parcial do jornalismo de propaganda política do país, bem como pelos grupos políticos que tem medo de sua participação nas eleições de 2018, e simplesmente nada juridicamente encontram.
Pode-se fazer qualquer conjectura que a conclusão vai ser a mesma. O medo político que se tem de Lula é tão grande, que como não conseguem provar nada contra ele, vão tentando lhe sangrar política e eleitoralmente com inverdades que nunca se provam. Mas do que tudo todos inventam acusações infundadas, que como sem provas são esquecidas no outro dia, para se fazer nova acusação.
Teria que ser muito beócio mesmo para não enxergar essa verdade de que existe a mais estapafúrdia pusilanimidade de perseguição politica de que a história politica brasileira tem notícia. O problema é que com Lula não é igual ao que fizeram com o seu partido. Cada vez que batem em Lula, o discurso "goebbelsiano" faz com que em vez de lhe sangrar politicamente, faz é com que ele se torne mais forte eleitoralmente. É simplesmente um fenômeno a ser estudado cientificamente!

Comentários