Rede Globo anuncia a queda do ministro falastrão

Por Genaldo de Melo
O “boca de envelope amassado”, que é presidente ilegítimo, pois não obteve votos dos brasileiros para tanto, Michel Temer, parece que se segura em seu cargo graças a benevolência da própria mídia do Jornalismo da Obediência no Brasil, pois como peças de xadrez seus principais assessores vão caindo, como bodes expiatórios, enquanto ele se sustenta, mesmo sendo o mais impopular Presidente da República da história do Brasil.

Desde que assumiu o cargo ganhado de presente da forma mais torpe que existe, ou seja, através de um golpe parlamentar produzido por um Congresso Nacional em que a maioria de seus membros está envolvida nos mais variados crimes políticos, enquanto que contra Dilma Rousseff nada foi provado, apenas derrubada politicamente, que em vez de Temer cair quem cai são seus assessores.

O emblemático nesse processo é que quem derruba os ministros de Temer um a um não é o próprio mundo político e suas nuances e armadilhas, mais a mídia de propaganda política, principalmente a Rede Globo, que preserva ele para que cumpra o seu papel de bode na sala dos interesses nada tupiniquins, mas de interesses de empresários e grupos empresariais, principalmente internacionais.

Depois que caiu o pequeno fascista que era Secretário da Juventude, agora a bola da vez como bode expiatório de Temer para a Rede Globo chama-se o nada convencional Ministro da Justiça, Alexandre de Moraes. Da forma como os fatos estão acontecendo vai acabar ninguém querendo aceitar ser ministro do senhor Michel Temer que fala tanto em promover a austeridade fiscal, mas doa de forma mais descarada possível R$ 105 bilhões as empresas de telefonia (as chamadas Teles).

Ao que parece setores empresariais não querem de nenhum modo a queda de Temer, pois a eles interessa um sujeito que implemente o desmonte do Estado brasileiro. E do mesmo modo, ele na sua arrogância e na falta de moral e vergonha na cara quer continuar como Presidente da República, mesmo que sua popularidade chegue a zero, mesmo que ele não possa participar de nenhum ato do próprio governo aonde tenha gente que possa vaiá-lo.

Mas enfim enquanto houver bodes expiatórios que queiram passar a vergonha de serem enxotados não por parceiros políticos e suas artimanhas necessárias às aves de rapina da política de Brasília, mas pela Rede Globo e seus tentáculos, que pelo visto é quem estão literalmente fazendo política no Brasil e governando, o pinguela se sustenta para colocar em prática a agenda contra o povo brasileiro, que não reage como se estivesse enfeitiçado.


Ao ministro Alexandre de Moraes cabe bom senso e entregar logo sua carta de demissão, porque ao se repetir o mesmo modus operandi de sempre, a Rede Globo pode e vai  descobrir alguma errada de sua vida pública e enxotá-lo de Brasília como já fez com tanto outros assessores de Temer, muito mais importantes do que ele. Bom senso de vez em quando não faz mal a ninguém, principalmente para os sujeitos que demonstram que não têm competência para assumir o cargo de que dispõem.

Comentários