Pular para o conteúdo principal

A idéia estapafúrdia de Meu Primo

Por Genaldo de Melo
O danado do "Meu Primo", velho conhecido, que decerto em tese tem uma boa formação, e também na condição de bem estabelecido economicamente na vida, com um discurso parecido com o de muita gente que parece que tem um bom nível cultural me veio por esses dias com uma defesa bastante perigosa da volta da ditadura militar ao nosso país.

Discurso com premissas bastantes consistentes para quem não tem tempo de estudar, e que também não viveu no período das sombras dos generais que governaram nosso país durante vinte anos. Discurso que acaba por convencer determinadas pessoas suscetíveis aos discursos emocionais de raquíticos intelectuais que não sabem o que significa de fato uma ditadura militar.

Nas entrelinhas do discurso do "Meu Primo", que não está sabendo de fato o que diz (porque não é nem um pouco politizado, pois somente ouve o terrorismo político e econômico pregado hoje de forma goebbellsiana pela máquina da imbecilidade do Jardim Botânico do Rio de Janeiro e pela revista de fofoca da Marginal Pinheiro de São Paulo) está a defesa do militarismo, porque acha que todos os políticos não prestam e são todos ao mesmo tempo corruptos, e somente quem pode resolver o problema do Brasil são os generais do Clube Militar, saudosos da época em que controlavam o poder político no Brasil.

Ora, com todo o respeito que tenho pelos militares desse país, bem como pelo danado do "Meu Primo", mas não posso de forma nenhuma concordar com tal tese, pois incorro no risco de ser limitado também do ponto de vista intelectual. Com todo respeito mesmo, devo dizer que o lugar dos militares é na defesa mesmo de nossa nação, de nosso território e de nosso povo.

Lugar de militar não é na política, e caso assim queira, que saia então do Exército, da Marinha e da Aeronáutica, e milite em partido político e concorra ao poder. Defender uma tese dessa natureza contrária todos os princípios que regem o conceito e a noção prática da existência do Estado Moderno no sentido mais literal da palavra.

Na realidade tem gente que não estuda e vem defendendo essas teses que já foram colocadas em prática em nosso país e foi um verdadeiro desastre. Pois quando no poder os militares não aceitavam, e jamais vão aceitar, qualquer tipo de discordância das suas elementares decisões políticas, até porque com armas nas mãos eles podem inclusive matar e esconder a verdade nos seus porões e nos tapetes sujos da história. 

"Meu Primo" deveria... Não! "Meu Primo" deve tomar vergonha na cara e conversar mais um pouco com seu pai que tem idade suficiente prá ensinar para ele o que viveu no período de Arthur da Costa e Silva e companhia limitada, em que para falar em política tinha que se esconder dentro de casa, e se tivesse com mais de três amigos, controlar o horário para não ser enquadrado na Lei de Segurança Nacional.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Grande oportunidade: Inscrições abertas para o Fundo Socioambiental Caixa

Por Genaldo de Melo A Caixa Econômica Federalestá com inscrições abertas para oFundo Socioambiental Caixa – FSA Caixa, que apóia projetos socioambientais voltados ao desenvolvimento integrado e sustentável para a população de baixa renda. O financiamento varia de 200 mil a 1 milhão de reais. São dois os editais abertos no momento para o FSA Caixa: Desenvolvimento e Cidadania; e Energias Renováveis e Recursos Hídricos. No edital de Desenvolvimento e Cidadania serão selecionados 20 projetos voltados à promoção socioeconômica com foco em saúde, educação, inclusão produtiva e promoção da cidadania, que tenham como finalidade a erradicação da pobreza, inclusão social e econômica, promoção da justiça, da dignidade e da qualidade de vida, implementados por organizações da sociedade civil sem fins lucrativos que atuem junto a grupos e comunidades em situação de vulnerabilidade social. O prazo para inscrição nesse edital é dia 11 de julho. Já no edital de Energias Renováveis e R…

Lula foi inocentado

Por Genaldo de Melo Recentemente o jornalista José Roberto Guzzo, colunista da revista Veja, escreveu um artigo intitulado “É só explicar”, cobrando indignado que Lula deveria aproveitar apenas quinze minutos para explicar sobre o polêmico apartamento que por “convicção" setores do Ministério Público Federal insistem na tese de que foi matéria de propina dada pela empresa OAS ao mesmo.
Interessante é que pelo que sabemos Lula já gastou uma carga de centenas e centenas de quinze minutos explicando que o polêmico apartamento não lhe pertence, e de todos os modos tenta explicar juridicamente esse fantoche político, mas tanto o Ministério Público quanto a mídia do Jornalismo de propaganda política continua insistindo nesse assunto.
Agora realmente o que causa um pouco de indignação é que as testemunhas de acusação que apresentaram seus depoimentos hoje (21/11) ao MPF, absolutamente todas são unânimes em dizer que não podem incriminar Lula, porque elas mesmas não negociaram nada disso em…

O desespero da Globo com seu circo de horrores

Por Genaldo de Melo A Rede Globo de Comunicações, que passou os quinze dias que antecederam o tão badalado depoimento de Lula ao juiz Sérgio Moro, por causa de um triplex, que até agora ninguém mostrou de fato nenhum documento do mesmo no nome dele, e do mesmo modo não comprovou que ele ganhou o mesmo como forma de propina, literalmente entrou em desespero. Interessante é que o tríplex entrou no imposto de renda da OAS, e D. Marisa entrou com um processo judicial para receber sua cota parte de volta, quando desistiu do mesmo, que era de R$ 209 mil em 2009 e hoje é de R$ 300,8 mil (o processo está na 34ª Vara Cível).
A Globo utilizou ao modo de Goebbels o discurso de que Lula poderia, aliás, teria que ser preso ali mesmo em Curitiba, até mesmo com um provável desacato ao juiz, mas como Lula não foi preso porque pelo visto o apartamento não é mesmo dele, partiu para um ataque tão violento, que não se pode dizer que está mais praticando jornalismo.
Do momento do depoimento até agora, quase …