Pular para o conteúdo principal

A verdade que Brizola eternamente anuncia que nunca aconteceu

Por Genaldo de Melo
Leonel Brizola foi o primeiro quadro político brasileiro que falou abertamente de forma contundente contra o monopólio quase que absoluto dos meios de comunicações exercido pela Rede Globo no Brasil. E mesmo sendo colocado no pedestal dos inimigos absolutos pela Rede Globo ele conseguiu ser governador do Rio de Janeiro, onde está localizada no Jardim Botânico a sede da mesma, e situou-se como referência no país em favor da democratização dos meios de comunicações, principalmente no tocante a divisão dos recursos estatais para a imprensa.

E foi exatamente por não acompanhar o Brizola nessa luta de Davi contra o Golias das comunicações que a esquerda brasileira mais errou contra o principal inimigo dela, a própria assessora de comunicações da direita brasileira. A esquerda brasileira teve a grande chance de desmascarar e tirar esse poder absoluto que segundo a própria Constituição Federal a Globo não deveria ter. Mas não fez isso, mesmo quando Lula foi politicamente absoluto no país, quando tinha todo um Congresso Nacional em sua órbita, e agora está pagando muito caro por tal negligência política.

A Rede Globo desde a sua fundação foi tudo para o país como formadora de opinião e formadora de comportamentos sociais, econômicos e políticos, menos amiga dos próprios brasileiros, porque para ela nada no Brasil tem valor, porque para a mesma valor mesmo é o que vem dos Estados Unidos da América e dos países europeus. Esse tocante e estarrecedor comportamento dessa rede de comunicações parcial no país revela-se em dois campos absolutamente necessários para que o país possa ser referência mundial, como foi em alguns poucos anos em que a esquerda brasileira governou o país, menos uma sociedade de quintal, e colonizada.

Um campo de atuação da Globo para que o Brasil pudesse ser um país soberano e independente diante do mundo é na cultura. A Globo influencia todos os brasileiros pela capilaridade nacional a assumirem comportamentos que os próprios brasileiros pela sua formação e condição econômica para vão poder assumir. Não existem expressões culturais naquela televisão que seja totalmente da cultura e das tradições brasileiras, pois quase tudo que ela passa para o povo são restos culturais dos americanos e dos europeus. As novelas repetem os padrões não da grande realidade brasileira, mas os padrões que ricos cariocas e paulistas querem a todo custo imitar exatamente de americanos e europeus. Os filmes são dos “heróis” de Hollywood, e os programas de entretenimento não fazem mais nada do que imbecilizar e transformar a todos em robôs para não pensar.

O outro campo absolutamente ridículo da Rede Globo situa-se no jornalismo, mais precisamente o jornalismo político tendencioso e com espaço apenas para as opiniões da direita. Pela sua capilaridade nacional a Globo trabalha com os brasileiros como os personagens de Orwell, que todos os dias mudam de opinião porque todos os dias no horário das oito a própria Globo muda de opinião segundo seus interesses. E não adianta muita coisa, porque o povo sem opção de TV aberta fica somente sabendo do que acontece no país e no mundo a partir do que os jornalistas do Jornal Nacional repassam mastigados e contaminados pelos interesses políticos da família Marinho.

É tão ridículo e escancarado o que a Globo faz com os brasileiros, que a partir do momento que a esquerda voltar ao poder  vai ter que fazer o que não fez, e ouvir finalmente Leonel Brizola, e democratizar as comunicações desse país (e pode voltar porque o povo aos poucos está compreendendo o que apoiou, influenciados pela Globo, que vai querer de volta as forças políticas que foram transformadas em demônios). Porque tudo o que não vem da Rede Globo em matéria de notícias é considerado coisa de jornalista que não pesquisa, ou de blogs que são chamados copiosamente de “sujos”.

O grande exemplo da manipulação das informações no país é em relação a Operação Lava Jato. Quando interessa a prejudicar ou assassinar a reputação de alguém da esquerda brasileira as noticias escandalizam-se pelo país afora, não somente contra o criminoso, mas principalmente contra as forças de esquerda como um todo. Quando as notícias podem atingir diretamente a turma que a Globo apoiou nas últimas eleições, ela fica entre o riso e esquecimento, no silêncio de um túmulo. Deveremos ver agora como vai se comportar essa rede de televisão porque Michel Temer não aceitou suas imposições de colocar na rua seu ministro da Justiça, e nomeou mesmo sob ataque o homem para ser ministro do STF. E parece que do jeito que estão indo os fatos, prova que a voz de Brizola começa aos poucos a voltar a ficar em voga...!

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Grande oportunidade: Inscrições abertas para o Fundo Socioambiental Caixa

Por Genaldo de Melo A Caixa Econômica Federalestá com inscrições abertas para oFundo Socioambiental Caixa – FSA Caixa, que apóia projetos socioambientais voltados ao desenvolvimento integrado e sustentável para a população de baixa renda. O financiamento varia de 200 mil a 1 milhão de reais. São dois os editais abertos no momento para o FSA Caixa: Desenvolvimento e Cidadania; e Energias Renováveis e Recursos Hídricos. No edital de Desenvolvimento e Cidadania serão selecionados 20 projetos voltados à promoção socioeconômica com foco em saúde, educação, inclusão produtiva e promoção da cidadania, que tenham como finalidade a erradicação da pobreza, inclusão social e econômica, promoção da justiça, da dignidade e da qualidade de vida, implementados por organizações da sociedade civil sem fins lucrativos que atuem junto a grupos e comunidades em situação de vulnerabilidade social. O prazo para inscrição nesse edital é dia 11 de julho. Já no edital de Energias Renováveis e R…

Lula foi inocentado

Por Genaldo de Melo Recentemente o jornalista José Roberto Guzzo, colunista da revista Veja, escreveu um artigo intitulado “É só explicar”, cobrando indignado que Lula deveria aproveitar apenas quinze minutos para explicar sobre o polêmico apartamento que por “convicção" setores do Ministério Público Federal insistem na tese de que foi matéria de propina dada pela empresa OAS ao mesmo.
Interessante é que pelo que sabemos Lula já gastou uma carga de centenas e centenas de quinze minutos explicando que o polêmico apartamento não lhe pertence, e de todos os modos tenta explicar juridicamente esse fantoche político, mas tanto o Ministério Público quanto a mídia do Jornalismo de propaganda política continua insistindo nesse assunto.
Agora realmente o que causa um pouco de indignação é que as testemunhas de acusação que apresentaram seus depoimentos hoje (21/11) ao MPF, absolutamente todas são unânimes em dizer que não podem incriminar Lula, porque elas mesmas não negociaram nada disso em…

O desespero da Globo com seu circo de horrores

Por Genaldo de Melo A Rede Globo de Comunicações, que passou os quinze dias que antecederam o tão badalado depoimento de Lula ao juiz Sérgio Moro, por causa de um triplex, que até agora ninguém mostrou de fato nenhum documento do mesmo no nome dele, e do mesmo modo não comprovou que ele ganhou o mesmo como forma de propina, literalmente entrou em desespero. Interessante é que o tríplex entrou no imposto de renda da OAS, e D. Marisa entrou com um processo judicial para receber sua cota parte de volta, quando desistiu do mesmo, que era de R$ 209 mil em 2009 e hoje é de R$ 300,8 mil (o processo está na 34ª Vara Cível).
A Globo utilizou ao modo de Goebbels o discurso de que Lula poderia, aliás, teria que ser preso ali mesmo em Curitiba, até mesmo com um provável desacato ao juiz, mas como Lula não foi preso porque pelo visto o apartamento não é mesmo dele, partiu para um ataque tão violento, que não se pode dizer que está mais praticando jornalismo.
Do momento do depoimento até agora, quase …