Com 32,8% Lula já pode vencer no primeiro turno segundo a CNT/MDA

Por Genaldo de Melo
Nada do que se faça contra Lula pelo visto tem dado certo para os seus adversários políticos, principalmente os partidos de direita que querem chegar ao poder em 2018 através das urnas, bem como para a mídia do Jornalismo da Obediência, que trabalha vinte e quatro horas com o discurso da "convicção" de que existem crimes praticados por Lula, mas nunca aparecerem as provas concretas que devem servir juridicamente para prendê-lo, ou eliminá-lo politicamente.

A cada ataque feito sem que se apresentem provas concretas contra o ex-presidente, o povo brasileiro vai percebendo a perseguição política que está acontecendo contra ele, e do mesmo modo, saudoso ou não como indica pesquisa recente da própria inimiga de Lula, a Rede Globo, o ex-presidente cresce como fermento em bolo nas pesquisas de opinião para Presidente da República em 2018.

Para desespero de todos os seus adversários, segundo a última pesquisa da CNT/MDA divulgada hoje (15/02), Lula lidera em todos os três cenários propostos para o primeiro turno com percentuais de 30,5% a 32,8%. Marina Silva e Jair Bolsonaro aparecem nos três cenários, enquanto Aécio Neves e Geraldo Alckmin são apontados como candidatos do PSDB. Marina, Bolsonaro, Aécio e Alckmin aparecem empatados tecnicamente, pela margem de erro, em todos os cenários. Marina varia entre 11,8% a 13,9%; Bolsonaro vai de 11,3% a 12%; Aécio varia de 10,1% a 12,1%; e Alckmin tem 9,1% no cenário em que seu nome foi apresentado.

Para desespero maior ainda dos golpistas que assaltaram o poder e sem voto, a pesquisa manda mais dois recados claros. O “queridinho” de todos, Aécio Neves, perde em todos os cenários, fica em terceiro lugar, perdendo inclusive para Jair Bolsonaro. E Michel Temer o escolhido para fazer a ponte até 2018 caiu em sua aprovação mais uma vez, alcançando a casa dos 10,3% apenas, enquanto a avaliação negativa de seu governo subiu de 36,7% para 44,1%, e a desaprovação do seu modo de governar passou de 51,4% para 62,4%.

Definitivamente está mais uma vez comprovado que os brasileiros querem Lula de volta em 2018, e não aprovam as medidas apresentadas a “toque de caixa” neoliberal de Michel Temer, Aécio Neves, José Serra, Rodrigo Maia, Eunício Oliveira e outros papagaios mais, que estão a todo custo querendo diminuir o tamanho do Estado brasileiro em nome de interesses internacionais.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O desespero da Globo com seu circo de horrores

Lava Jato pode apresentar a lista de santos que o Brasil deve votar em 2018

Assaltantes estão causando terror no Distrito de Maria Quitéria