Pular para o conteúdo principal

Um baiano e um amigo de Eduardo Cunha são os responsáveis pela Reforma da Previdência

Por Genaldo de Melo
Mais uma preocupação deve ocupar os espaços de discussões contra o desmonte do Estado brasileiro que vem sendo feito aos poucos, pelo governo neoliberal de Michel Temer, pois foi escolhido para presidir a Comissão Especial que analisará a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 287, de Reforma da Previdência, nada mais nada menos do que o deputado federal Carlos Marun (PMDB-MS), amigo de Eduardo Cunha, e para ser relator deverá ser o baiano Arthur Maia (PPS-BA), exatamente o mesmo que foi relator do Projeto de Lei 4.330, sobre terceirização, que agora tramita no Senado (PLC 30).

A preocupação em primeiro lugar é em relação ao deputado Carlos Marun que vai ser o presidente da Comissão. É que além de ele ser da bancada ruralista, interessada em mudanças substanciais na Previdência Social, que favoreça exatamente empregadores rurais, ele também deu provas nos últimos tempos de que é muito fiel aos princípios que ele defende. O exemplo da sua persistência quando assume uma tarefa, foi a defesa intransigente que ele fez em todos os momentos do seu amigo pessoal Eduardo Cunha, mesmo quando quase todos os deputados votaram pela cassação do ex-senhor dos anéis.

A segunda preocupação é que o relator da Comissão poderá ser o deputado Arthur Maia, que foi o relator do polêmico Projeto de Lei das Terceirizações na Câmara dos Deputados, que visa acabar direitos trabalhistas no Brasil, e que foi aprovado. Não se pode dizer que este não é motivo de preocupação, porque como dizia Maquiavel “é preciso reconhecer as qualidades dos inconvenientes”, e Arthur Maia sempre foi competente para dirimir os projetos de interesses contra a classe trabalhadora.

Já está mais do que na hora de o povo brasileiro não mais colocar as barbas de molho, mas se mobilizar em torno de lutas amplas para forçar a Opinião Pública contra esse outro desastre que querem promover no Brasil. E pelo visto mobilizações que chamem a atenção na Avenida Paulista ou em Brasília não estão muito funcionando nos últimos tempos, porque as mobilizações acontecem, a mídia somente mostra que os movimentos sociais não têm força, e no final das contas os deputados aprovam tudo, e que cai no esquecimento duas semanas depois com outro fato sensacionalista que ocupa a cabeça dos brasileiros. Tem sido assim!

Os deputados federais que rasgaram o conceito de democracia representativa devem ser incomodados. O povo tem que parar de ficar queimando pneus em estradas e rodovias públicas que somente atrapalha a vida dos brasileiros, e ocuparem são as ruas dos deputados, para que assim eles fiquem sensibilizados que devem voltar a ser representantes do povo, e não somente dos empresários. Isso pode ser feito sem violência e sem "quebra-quebra", para que a mídia do Jornalismo da Obediência no Brasil não diga que os manifestantes são vagabundos sem mais o que fazer.

É isso ou Reforma da Previdência, mesmo tendo muito debate, é aprovada! Porque já está comprovado que o que menos Michel Temer está interessado é na sua impopularidade, porque ele não é candidato a nada em 2018, e já deve está fazendo sua poupança para os anos de ostracismo. E os deputados, depois vêm em 2018 e compra votos de novo dos tolos teleguiados pela Rede Globo de Televisão e seu Jornal Nacional!

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

A manipulação grosseira da Globo do Dia do Trabalho

Por Genaldo de Melo Dificilmente assisto a Rede Globo, porque além de não ter mais paciência, não concordo com a manipulação que ela faz com suas edições políticas contra a esquerda brasileira, e hoje definitivamente contra a democracia brasileira.
Mas confesso que ontem resolvi acompanhar o Jornal Nacional para ver que tipo de grosseria jornalística ela poderia fazer com esse Dia do Trabalho, em que parcela do povo ocupou às ruas em defesa de Lula e da democracia.
Simplesmente vergonhoso seu jornalismo da obediência, pois utilizou a maior parte do noticiário para sensacionalizar e sensibilizar a população sobre o incêndio em São Paulo, e manipulou sua edição com imagens que não mostraram a verdade das ruas no dia do trabalhador.
Não que não seja importante noticiar o incêndio do prédio paulista, mas porque descaradamente usou abusivamente do fato para esconder o óbvio de que os brasileiros ocuparam em massa as ruas do Brasil em defesa de Lula e em defesa da democracia.
Nos fatos ficou cla…

ACM Neto pode não ser mais candidato nas próximas eleições na Bahia

Por Genaldo de Melo Reza a cantilena popular que para bom entendedor meia palavra basta, de modo que não precisa ser muito inteligente ou até mesmo conhecer os bastidores do mundo político, para saber do dilema existencial por qual passa o prefeito de Salvador, ACM Neto, em torno da perigosa decisão que precisa tomar logo, porque o tempo como ele pensa e verbaliza não é tão grande assim, para se lançar como o nome das oposições ao governo do Estado da Bahia nessas eleições vindouras.
Basta somente dialogar com os fatos e analisar mais friamente as próprias palavras do prefeito em entrevista que concedeu na abertura do carnaval da capital baiana para se chegar a dolorosa e cruel conclusão de que ACM Neto não tem tanta certeza assim de uma provável vitória.
ACM Neto verbalizou nas entrelinhas que a decisão não é tão fácil assim como pensam seus aliados, até mesmo porque em se lançando candidato a governador e perdendo as eleições, ele ficará quatro anos sem mandato e sem a possibilidade e …

Sem Lula cidadãos conscientes continuam preferindo Manuela

Por Genaldo de Melo Caso não haja a possibilidade de Lula ser candidato à Presidente da República, muitos cidadãos brasileiros conscientes da importância de um representante que tenha mais a cara do povo brasileiro, e não o espectro dos interesses internacionais, ficarão órfãos para ter que escolher entre os postulantes de centro e de esquerda que estão se colocando a disposição das urnas.
Todos os nomes colocados até o momento que poderiam substituir Lula nas urnas não conseguiram ainda atingir os dois dígitos nas pesquisas eleitorais. Entre os mais bem colocados estão Ciro Gomes (PDT) e Joaquim Barbosa (este colocado aqui por ser provável postulante do “PSB”, mas muito complicado ainda do ponto de vista ideológico). Ainda em processo de construção da imagem estão Manuela D‘Ávila (PCdoB) e Guilherme Boulos (PSOL).
Em relação a Joaquim Barbosa, rumores dão conta que os verdadeiros socialistas estão se remoendo ainda para ter que aceitar aquele sujeito estranho, com mais interesse nos EUA…