Baianos que vaiam inimigos do povo são comunistas para deputados

Por Genaldo de Melo
Resultado de imagem para charges do deputados baianos
Por mais que alguns deputados baianos, que vêm reiteradas vezes sendo vaiados em eventos públicos porque estão votando em propostas que interessam ao mercado e ao governo de Michel Temer, digam que as manifestações públicas de repúdio aos mesmos sejam coisas de sindicalistas e membros do PCdoB, fica muito estranho esses discursos.

Dizer que as manifestações gravadas que foram espalhadas recentemente em grupos de WhatsApp são coordenadas por militantes de esquerda é achar que os cidadãos são todos limitados e portadores de resistência à raciocínio. Parece que os nobres deputados vaiados querem criar uma cortina de fumaça e dizer que as vaias são crimes de comunistas que não têm mais o que fazer.

Querer dizer que nas inaugurações de obras feitas por Rui Costa somente têm sindicalistas e comunistas na platéia para vaiar deputados inimigos do povo, é o mesmo que dizer que Rui Costa não trabalha, e ao inaugurar obras nos municípios tem como platéia apenas uma multidão de alienados sindicalistas e comunistas a favor do governo para fazer platéia.

Esses deputados devem entender no mínimo que o povo não é tão cego assim como pensam, e que com tantas informações e pós-verdades que estão sendo repassadas e requentadas, o povo está pelos menos vendo o pano de fundo, que é o desmonte do Estado apoiado por falsos representantes que só querem palanque. E parece que o trabalho de Rui Costa está tão reconhecido que os deputados estão indo participar de inaugurações, e o povo também para vaiar os deputados e aplaudir o governador.

Os deputados que estão sendo vaiados pelo povo publicamente, devem entender que não se pode querer aplausos e palmas no meio do povo na Bahia, e apunhalar pelas costas esse mesmo povo em Brasília, pois o povo mesmo quieto sabe exatamente o que está acontecendo e provavelmente dará a cruel resposta nas urnas em 2018. E nem todo mundo é sindicalista e comunista nesse Estado, senão não teríamos os piores deputados de nossa história.

Comentários