O desafio para representar mortos vivos

Por Genaldo de Melo
Nas últimas semanas vem chamando a atenção a participação cada vez mais efetiva nos espaços da mídia do Jornalismo da Obediência do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso. Praticamente todos os finais de semana ele opina sobre um tema relacionado ao mundo político, sobre a economia e as reformas de Michel Temer, bem como sobre assuntos espinhosos em relação ao seu próprio partido, o PSDB.

Simbolicamente isso representa o interesse do mesmo em não deixar que a chama do seu partido, que está indo a cada dia para a bancarrota com erros políticos aparecendo a olhos vistos, se apagar. Como não tem mais como reverter o quadro nefasto em que se meteram personagens famosos como Aécio Neves e José Serra, a única saída para que os tucanos não desapareçam de vez do cenário político é FHC escrever e opinar a qualquer custo sobre qualquer assunto.

Isso também simbolicamente significa que o PSDB a cada dia que passa não consegue mais ser a alternativa da direita para as eleições de 2018, a não ser que eles resolvam enfrentar as forças de esquerda, que a cada dia mais crescem em pesquisas de opinião, com a participação nas urnas do próprio personagem de FHC, com sua avançada idade e sua história estranha enquanto político.

A insistente participação de FHC em jornais, com a Folha de São Paulo, para opinar sobre os mais variados assuntos pode ser uma alternativa do PSDB para não ficar no ostracismo, mas não redime de modo nenhum seus mais graves pecados contra a própria democracia brasileira. Na história política brasileira, o PSDB foi o único partido político que não concordou com os resultados das urnas e resolveram irresponsavelmente prejudicar o próprio Brasil e o povo brasileiro.

Mas a simbologia das opiniões de FHC é muito forte e sinaliza que está acabando uma era de polarização entre o PSDB e o PT, pois a guerra política que foi feita contra os petistas para tirá-los do mundo político, pode não ter sido vencedora como tucanos acharam a partir do momento que derrotaram o PT nas urnas nas últimas eleições municipais. As últimas pesquisas de opinião demonstram que mesmo o PT sendo achincalhado como uma espécie de organização criminosa, quem subiu no gosto popular foi o petista Lula, e quem caiu em desgraça foram os tucanos de altas plumagens. Como a história continua sendo a prova dos nove resta para os tucanos apenas a senil opinião de FHC!

Comentários