FHC anuncia João Dórea e Luciano Huck como o novo na política

Por Genaldo de Melo
Definitivamente o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso não está raciocinando em perfeitas condições. Pode ser que pela avançada idade ele não está mais enxergando direito as coisas do mundo político.

Querer inventar o nome de Luciano Huck como representante do novo, do novíssimo catálogo da política brasileira, é passar dos limites do que pode ser tolerável, inclusive na própria pessoa de FHC, que nos últimos tempos não vem muito bem da cabeça em suas inserções “verborrágicas”.

Outra coisa, dizer que João Dórea representa também o novo na política é achar que somos os grandes beócios da cena brasileira. Todo mundo sabe que Dórea está encostada na política desde o período de Sarney, quando coletava publicidade de empresas e governos.

Alguém precisa aconselhar o ex-presidente de que ele não tem mais idade para liderar nada, principalmente o surgimento de novos nomes que possam substituir os tucanos repetidos demais, que entraram todos no olho do furacão das denúncias e delações da Lava Jato.

Ele precisa compreender também na sua avançada idade que o crescimento de Lula se deve exatamente porque está mais do que comprovado que tudo o que está acontecendo não passa da luta política, porque a mais de três anos que tentam conseguir uma prova contra o mesmo nos esquemas errados das empreiteiras, e não encontram nada. A não ser que pedalinhos e comprovantes de pedágios sejam provas de crimes cometidos por Lula!

FHC definitivamente não está em seu perfeito juízo, pois toda semana aparece com mais uma de suas “grandes” inserções, principalmente na Folha de São Paulo, tradicional reduto de opinião da classe média alta!

Comentários