Revistas Veja e Isto É erraram feio com seus espetáculos de circo

Por Genaldo de Melo
Se o juiz Sérgio Moro queria demonstrar imparcialidade na condução das investigações que vem fazendo do ex-Presidente da Republica, Luís Inácio Lula da Silva, a imprensa tradicional parece que não está definitivamente querendo lhe ajudar, ou então está de fato dizendo que Moro tem lado.

Primeiro, que se for para discutir do ponto de político a luta política não é em torno de Lula e Moro, conforme as capas das revistas Veja e Isto É, que colocam os dois como se estivessem prontos para um duelo em ringue de boxe. Um é político e o outro é juiz.

Segundo, ridiculamente Isto É veste os dois com as cores dos partidos que nos últimos anos se digladiaram nas urnas, o PSDB e o PT. Moro com as cores amarelo e azul do tucanos e Lula de vermelho como petista. Coisa mais ridícula para uma imprensa que se diz jornalismo sério, como se estivesse vivendo um espetáculo, em que o juiz Sérgio Moro não é juiz, mas um combatente boxeador de ringue!

E Sérgio Moro parece que despido da toga está assimilando o conceito de luta política em suas ações, porque gravar um vídeo (para seus apoiadores não irem às ruas) como se precisasse de apoio para encaminhar suas ações, deixou de ser praticamente um magistrado para caçar números. Pelo que se sabe ele não precisa de gente para apoiar o que deve e o que não deve ser feito do ponto de vista jurídico. Ele é juiz e deve simplesmente cumprir o reza os cânones jurídicos desse país, e ter consciência de que seu papel não é ser herói de revistas que se dizem jornalísticas.

Estão errando feio nesse país e caminhando numa corda bamba perigosa, porque se querem fazer política vão às urnas e deixem de ter medo de apenas um homem só. O povo cansa de tanto espetáculo circense!

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O desespero da Globo com seu circo de horrores

Lava Jato pode apresentar a lista de santos que o Brasil deve votar em 2018

Assaltantes estão causando terror no Distrito de Maria Quitéria