Temer agora é o novo fantasma do Jaburu digno de pena

Por Genaldo de Melo
:
O Presidente da República, Michel Temer, mais conhecido por “boca de envelope amassado” por causa de seus tiques nervosos num canto da boca quando fala, não é somente motivo de rejeição política, ele também é simplesmente digno de pena. Como um moribundo se arrasta pelos corredores do Palácio do Planalto de dia, e de noite pelo Palácio do Jaburu, segurando-se nas regras constitucionais que o mantém chefe da nação brasileira.

A cada dia ele tenta uma nova jogada em seu tabuleiro que nunca vai muito longe, e já precisa pensar em outra jogada diferente, porque seu adversário não é simplesmente um político qualquer, um partido qualquer que seja, e nem mesmo um grupo político. Hoje seu principal adversário no mundo político é simplesmente o próprio povo brasileiro, que não o quer mais na condição de seu governante, como comprova todas as pesquisas de opinião.

O que ele tem de bom é que nunca falta assunto a seu respeito para jornalistas, formadores de opinião, e até mesmo para os fofoqueiros de mesa de bar. Durante muito tempo o assunto era sobre sua incapacidade comprovada como administrador, como articulador e estrategista político, e como político propriamente dito, mas agora o assunto é sobre a sua estranha capacidade de cada vez mais provar que é simplesmente um dos chefes de uma organização “estranha” que assaltou o poder e não sabe mais o que faz para manter.

Semana passada diante das manifestações em Brasília gritando por sua saída do Palácio do Planalto, o “miseravão” num ato de loucura do poder chamou os quartéis para tomar conta de seus redutos em Brasília. E nesse último domingo ele conseguiu mais uma façanha estranha contra ele mesmo, pois achando que poderia está resolvendo um problema criou outro. Levou um competente quadro para o Ministério da Justiça (para resolver seu problema, segundo a imprensa tradicional) e tirou o foro privilegiado de seu amigo da mala da propina do famoso mafioso Eduardo Cunha.

Com a saída de Osmar Serraglio do Ministério da Justiça, o que não aceitou o Ministério da Transparência, somente falta a Temer agora coragem para mais uma vez sacar de outra jogada mais extraordinária ainda, que é entregar de vez por todas esse Ministério ao agora ex-deputado Rodrigo Rocha Loures, bem como responder corretamente à Polícia Federal, autorizado por Edson Fachin,  para por enquanto esperar a próxima jogada. Definitivamente Michel Temer é um fantasma digno de pena! 

Comentários