Temer anuncia chantagem explícita contra deputados infiéis

Por Genaldo de Melo
Sabemos que vergonhosamente temos hoje o pior quadro de parlamentares no Congresso Nacional da história política brasileira. Inclusive com a participação no mundo político de indivíduos que sequer sabem mesmo qual o papel do parlamento.

Mas pior ainda é saber que a maioria dos mesmos não tem nenhum tipo de independência para trilhar seus mandatos com a capacidade de apresentar projetos e fiscalizar o Executivo, porque todos estão atrelados aos interesses deste último por cargos e regalias do poder.

Considerando isso, o governo para aprovar as reformas que interessam somente a um grupo restrito de empresários simplesmente resolveu que vai partir para a base da chantagem explícita, ou seja, os deputados que forem contrários à reforma da previdência terão seus cargos e suas regalias cortadas pelo Governo Federal.

Michel Temer para atender aos apoiadores do golpe de Estado já começou exonerações no Diário Oficial, e vai simplesmente mostrar para os deputados que quem manda no Congresso Nacional é quem governa e não quem legisla.

Vergonhosamente os deputados devem escolher nesse momento com quem devem está, com o governo ou com o povo. Se ficar com o governo mantém seus cargos e suas regalias com os riscos eminentes de o povo não esquecer nas eleições do ano que vem e lhes esvaziar as urnas. Se ficar com o povo podem ficar sem nada para comprar votos e consciências daqueles que esquecem rápido das coisas.

Vergonhosamente é assim que as coisas no mundo político funcionam, pois muita gente que esbraveja durante quase quatro anos que os deputados não prestam, que são usurpadores da coisa pública, quando se aproxima das eleições se volta às paixões políticas e tudo vai o riso e o esquecimento.

Comentários