A grande ilusão que sempre se repete na Bahia

Por Genaldo de Melo
Temer e Aécio: ACM Neto prega cautela, mas admite 'situação bastante grave'
Por mais que pesquisas apontem a liderança de ACM Neto em intenções de votos para as eleições de governador em 2018, sempre vai ser uma incógnita para quem tem um pouco de memória e conhece essa história de liderança em torno dos membros do carlismo e dos aliados que giram em torno desse grupo político que hoje é coordenado pelo prefeito de Salvador.

Desde as eleições de 2006 que eles sempre se colocam na frente nas pesquisas, sempre faltando um ano para as eleições. E quando se abrem as urnas no ano seguinte eles perdem exatamente no primeiro turno, e vergonhosamente. E pesquisas que sempre erraram em relação ao próprio grupo de ACM Neto, que aparece agora com ele ganhando para o governador Rui Costa, é pra se desconfiar mesmo!

Interessante da pesquisa é que ela aparece logo depois que alguns membros desse grupo político, que ainda pode ser chamado de carlista, colocou o nome para a candidatura do mandatário da capital baiana. Porém ainda têm membros do próprio grupo desconfiados com essa história de que ele pode ser candidato.

Colocar o nome dele nas ruas e colocar uma pesquisa em destaque como se ele fosse o nome a derrotar o atual governador do Estado ainda pode ser muito complicado, segundo os prognósticos das últimas eleições em que eles esbravejavam vitória antes do tempo. 

ACM Neto tem que tomar uma decisão bastante perigosa prá ele, que sabe que Rui Costa não é impopular como o aliado dele Michel Temer, que Rui Costa tem apoio do povo baiano, e se ele enfrentar o mesmo e perder como perdeu Paulo Souto, por exemplo, ficará muito ruim prá carreira dele, apesar de ser ainda muito novo.

Mesmo com essa pesquisa nas ruas, muita gente somente acredita em sua candidatura, deixando a prefeitura para o grupo de Geddel, quando de fato ele sair candidato, e saindo muita gente somente acredita em sua vitória quando as urnas se abrirem e comprovarem o fato. Porque na Bahia nenhuma pesquisa e nenhum grito ganhou eleições recentes antes do tempo para o grupo político coordenado nos bastidores pelo ex-governador Jacques Wagner! 

Mas vamos esperar prá conferir, porque tem muita gente na moita!

Comentários