Ministro da Cultura larga o governo sozinho

Por Genaldo de Melo
O governo de Michel Temer é tão escandaloso, tão complicado em sua capacidade de administrar seus erros políticos diários, que acontecem determinados fatos que a própria imprensa tradicional não mais apresenta de modo sensacionalista.
Poucos prestaram atenção ao mais novo fato acontecido em Brasília com o desembarque de mais um ministro do governo do chefe da "maior organização criminosa" do país, segundo Joesley Batista da JBS.
Na última sexta-feira o Ministro da Cultura interino, João Batista de Andrade, numa carta endereçada a Temer entregou seu cargo, dizendo não ter interesse em mais participar do governo.
Ele substituiu interinamente o ex-ministro Roberto Freire que desembarcou do governo, porque Michel Temer não renunciou conforme acordado depois das denúncias de Joesley Batista, orientado então por Moreira Franco para manter o foro privilegiado.
Apesar de em sua carta ele dizer que está a disposição para fazer a transição de gestão para próximo ministro, ele é simplesmente mais um que deve ter compreendido que ficar junto de um governo chefiado por um sujeito como Temer, pode ser o risco para fim de carreira.

Comentários