COM NOVAS ROUPAS COLORIDAS O CARLISMO QUER SAIR DO TÚMULO NA BAHIA

Por Genaldo de Melo
IPTU e ACM Neto
Tirando os saudosistas que sonham com a volta do Carlismo em nova roupagem, tirando também todos aqueles que precisam para sobreviver economicamente do Estado e estão literalmente de fora das grandes licitações públicas, e tirando aqueles que não compreendem a diferença entre as propostas dos dois projetos políticos que estarão em jogo nas eleições de 2018, a proposta da oposição ao Governo de Rui Costa na figura de ACM Neto, literalmente não é boa para a grande maioria dos baianos.

Desde 2006 que a Bahia acompanha e vive um projeto diferente do que foi o Carlismo, que representava politicamente apenas cerca de 10% da população. Desde a eleição de Jacques Wagner que a grande maioria da população baiana é governada por um projeto político que não comunga com as práticas segregacionistas que representou o Carlismo. Apenas uma minoria de cidadãos que vivem em Salvador não compreendeu ainda que em determinados bairros de Salvador, aquela parcela da população que é trabalhadora somente circula se for para trabalhar, principalmente no setor doméstico.

O grande sonho de muita gente conservadora na Bahia é promover um ato de vingança política contra o grupo coordenado por Jacques Wagner e Rui Costa que derrotou nas urnas a minoria que acha que o Estado deve necessariamente ser de poucos e não dos muitos baianos. Muitos ainda não compreenderam e nem mesmo enxergaram ainda a diferença, a sutil diferença, entre um governo que governa para todos, e um governo que somente governa para os ricos. Como dizem os marqueteiros que a propaganda é a alma do negócio, provavelmente estão querendo vender gato por lebre na Bahia.

O sonho dessa turma que governou a Bahia com mão de ferro começou a acender uma chama de vil esperança, com a iminente possibilidade de ascender ao poder um governo conservador coordenado pelo homem de apenas 53 mil votos, Rodrigo Maia. Como a maioria do povo brasileiro, talvez pela sua formação de submissão cultural, não se revolta nas ruas, talvez aconteça mesmo de a eminência parda dos membros da direita brasileira, colocarem na Presidência da República o almofadinha carioca para imprimir pela primeira vez na história um presidente da antiga Arena, do antigo PFL, e do agora com roupa estranha DEM, e acender a chama de esperança dos amantes do velho ACM na Bahia.

Se Michel Temer já é considerado aqui na Bahia uma das piores desgraças da República brasileira, imagine no poder central um representante do atraso, que depois da aprovação da Reforma Trabalhista já mostrou suas garras dizendo que dentro da Câmara dos Deputados nada do interesse da maioria do povo brasileiro, que são os trabalhadores, vai ser mais tramitado! Imagine a possibilidade que esses homens de “bem” que representam apenas os setores empresariais e o capital especulativo, assumindo a Presidência da República e tendo a possibilidade de literalmente comprar as eleições na Bahia!

Mais uma vez repetimos que não é nada bom nem para o Brasil, e especialmente para a Bahia, Rodrigo Maia assumir indiretamente a Presidência da República, e pior ainda não será nada bom para a Bahia a volta do segregacionismo na figura de ACM Neto. A Bahia não merece voltar ao passado em que governos conservadores governavam apenas para cerca de 10% da população. Basta disso...!

Comentários