Os bestializados do Brasil e da Venezuela

Por Genaldo de Melo
Analisando melhor sem linhas tortas a situação brasileira, estamos vivendo um momento histórico de tanta demência intelectual e tanta escabrosidade política, que muitos enfeitiçados politicamente estão mais preocupados com a Venezuela que não tem nada, praticamente nada conosco nesse momento, e deixando aos poucos Michel Temer no poder tomando decisões esdrúxulas e rindo ao vivo e a cores em cada evento que convoca apenas com a presença de aduladores para agitar as mãos e entortar o canto da boca de envelope amassado que tem.

Se formos analisar melhor os noticiários da imprensa tradicional brasileira, veremos que é mais importante que o povo brasileiro fique indignado com o governo venezuelano do que com o próprio governo brasileiro. Enquanto afundamos em miséria política e intelectual, em ódio contra grupos políticos que as pesquisas comprovam que podem vencer as eleições de 2018, deixamos de olhar para nosso próprio umbigo para se preocupar com os outros.

Interessante é que lá na Venezuela o que está acontecendo é que o próprio governo quer que o povo é quem decida se as coisas ficarão do jeito que estão ou se deverão mudar conforme deseja a própria oposição, enquanto aqui quando se espera que esse governo convoque o povo para que decida nossos rumos, exatamente nem ele, nem a imprensa tradicional e nem o meio empresarial querem de modo nenhum que isso aconteça.

É preciso mesmo muita miséria intelectual para não se enxergar o óbvio das semelhanças entre o que acontece aqui e o que acontece por lá. Na Venezuela, que com seus próprios problemas que não interessa em nada conosco, as forças quem são financiadas pela CIA, conforme seus próprios membros já afirmaram isso para imprensa internacional, não querem que o povo decida que não quer ser governado por forças financiadas por Charles Koch e outros bilionários. 

Aqui no Brasil, as forças políticas de direita que são financiadas também por “forças estranhas”, também não querem de modo nenhum que o próprio povo brasileiro, que está dizendo o tempo todo, conforme os resultados de todas as pesquisas de todos os institutos, decida também que não quer influências de forças externas em nossa nação. Preocupados apenas com a Venezuela em vez de preocupados com o próprio Brasil, estamos piores que os “Bestializados” do século XIX, descritos por José Murilo de Carvalho.

Prova de tudo isso, é que enquanto o governo venezuelano, que pode até mesmo perder o tão demonizado plebiscito que convocou para acontecer e escolher os rumos de seu país e seu petróleo, quer que seu povo seja quem decida, aqui no Brasil ninguém ver e ninguém quer saber sobre nosso petróleo que está sendo entregue pelo próprio governo, sem debate na sociedade e sem luta como outros povos do mundo que mata e morre pelas suas riquezas naturais. 

Mais impressionante ainda é que a imprensa tradicional brasileira que quer que o povo brasileiro se preocupe com a Venezuela em vez de se preocupar com o Brasil, somente mostra mobilizações do povo na rua contra Nicolas Maduro, e várias mortes apenas de opositores à Nicolas Maduro, e tenta a todo custo não mostrar o outro lado, não mostrar o medo de derrota nos resultados das urnas nesse maldito plebiscito. Se o governo venezuelano é tão demonizado como se mostra, então porque tanta escabrosidade na convocação de uma coisa que pode perder eleitoralmente? Vá ser bestializado assim no Jardim Botânico!

Comentários