R$ 100 milhões já foram gastos com publicidade da Reforma da Previdência

Por Genaldo de Melo
O doentio governo de Michel Temer, rejeitado por mais de 90% da população brasileira, segundo pesquisas de opinião, está ultrapassando todos os limites do que pode ser considerado tolerável, para imprimir a marca de um governo que vai atender aos interesses do mercado, principalmente no tocante à aprovação da Reforma da Previdência.

Mesmo com a narrativa do relator da Reforma da Previdência, o deputado federal baiano Arthur Maia (PPS/BA) de que não existem mais condições de levar avante a famigerada proposta, por causa de todos os escândalos envolvendo o próprio presidente, Michel Temer continua aprontando todas que pode para que a toque de caixa possa aprovar a PEC 287.

Segundo os dados disponíveis no portal da LAI (Lei de Acesso à Informação) do Ministério da Transparência, Fiscalização e Controle, esse governo já gastou cerca de dez vezes mais com propaganda para convencer aos brasileiros da necessidade de aprovar a Reforma da previdência do que o que foi estabelecido inicialmente como gasto publicitário para tanto.

No início a Secretaria de Comunicação da Presidência da República estabeleceu a quantia de R$ 13 milhões para ser utilizado com essa propaganda da Reforma da Previdência dos R$ 180 milhões totais para todas as campanhas publicitárias do governo, mas vergonhosamente Temer já gastou nada mais nada menos do que R$ 100 milhões, de janeiro à junho, ou seja, cerca 55% de todos os gastos previstos com a publicidade governamental.

Vergonhosamente esses gastos com a propaganda de uma reforma que arrebenta com a vida do povo brasileiro, que terá muito mais dificuldades para se aposentar, ultrapassa a quantidade de recursos para vários programas sociais, como por exemplo, todos os projetos que preveem a defesa dos direitos das mulheres brasileiras.

Escandaloso, simplesmente vergonhoso, saber que para trabalhar contra o povo brasileiro que não votou nele, ele gasta mais dinheiro com a publicidade de uma única proposta que ele quer a qualquer custo aprovar, do que mesmo em vários programas sociais sérios.

Gastar mais de R$ 100 milhões com propaganda fajuta para aprovar a Reforma da Previdência, é coisa que faz dele exatamente o que ele é: ilegítimo e mais impopular de todos os presidentes da República que já dormiram nos palácios governamentais desse país. Por isso que vai cair no ostracismo em breve!

Comentários