R$ 52,4 milhões de propinas da Odebrecht não são o bastante para Serra ser preso

Por Genaldo de Melo

Deveras que agora tem muita gente preocupada ligada ao PMDB e aos partidos que participaram da farsa do golpe de Estado que culminou com a saída da presidente Dilma Rousseff, que tinha sido eleita democraticamente nas urnas, com o que ainda pode acontecer com a Lava Jato. Mas mesmo assim, essa preocupação ainda continua em segundo plano, porque pelo visto por mais que se denuncie a parcialidade da Operação coordenada a partir de Curitiba, parece que ela somente tem uma finalidade, assassinar a reputação política de Lula e de membros da esquerda brasileira.

Todos os focos da famosa Operação dos procuradores do Paraná é com a possibilidade de se construir uma prova viável que demonstre ao povo brasileiro que Lula é um criminoso. Mas todas as denúncias, delações e provas concretas contra políticos ligados principalmente ao PSDB, não surte nenhum efeito para Sérgio Moro, para o homem com nome de remédio e para outros “artistas” do judiciário político do Paraná.

Por isso que mesmo que se continue com a cantilena eterna de que Lula não presta para governar o país, porque é “dono” de um apartamento em Guarujá, que já foi comprovado que pertence a Caixa Econômica Federal, o povo já enxerga a farsa e a cada nova pesquisa eleitoral que se faz aumenta ainda mais seu capital político, enquanto os balões de ensaios feitos pelos partidos da direita e pela própria Rede Globo de Televisão não atingem nunca os dois tão sonhados dígitos.

A mais nova denúncia contra o senador José Serra, se fosse com Lula ou com algum petista ou mesmo com um membro de algum partido político da esquerda que foi aliado dos governos Lula e Dilma, já tinha virado um escândalo tão grande, que seria motivo de notícias da imprensa tradicional vinte e quatro horas por dia, em todos os programas televisivos (inclusive esportivos), e capas de todos os jornalões e revistas de fofocas políticas do país. Mas não é, pois foi denúncia contra um membro do PSDB querido de todos os membros dos grupos políticos que não se elegem no Brasil através da força das urnas há muito tempo.

A denúncia contra o senador tucano é coisa séria demais para que a Operação Lava Jato insista em não dá a mínima atenção, para que seja inclusive considerada séria no processo de combate à corrupção aos olhos da população que já tirou os óculos marrom do rosto. O senador José Serra é um dos maiores corruptos desse país, segundo a denúncia formulada pelo ex-presidente da Odebrecht Pedro Novis, pois ele categórica e vergonhosamente recebeu propinas da empresa na última década que ultrapassam os R$ 52,4 milhões. E nada da famosa Operação Lava Jato e nem de seu coordenador “artista” da Globo de dá o mínimo de atenção, porque o problema da corrupção no país para esses entes de espetáculos televisivos é o ex-presidente Lula, e nãos os "sagrados" tucanos.

Como então levar à sério um povo desse que diz em Curitiba que faz justiça, e parece mais com artistas de novelas da Rede Globo, se Lula tem que ser preso sem provas com apenas convicções, e Serra, Aécio, e outros bichos papudos com tantas denúncias, delações e provas, ficam livres para fazer o que quiserem com a sociedade brasileira?

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

A manipulação grosseira da Globo do Dia do Trabalho

ACM Neto pode não ser mais candidato nas próximas eleições na Bahia

Sem Lula cidadãos conscientes continuam preferindo Manuela