Os protocolos do vampirão

Por Genaldo de Melo
Por causa das atrocidades do governo do vampiro, vasculhei minha biblioteca atrás de uns textos políticos atribuídos à sionistas para reler (que dizem que não passa de literatura) e compreender um pouco a cabeça doentia dele.
No primeiro capítulo me deparo com isso: "se obtém melhores resultados governando os homens pela violência e o terror do que com discussões acadêmicas. (sic)... A política nada tem de comum com a moral. O governo que se deixa guiar pela moral não é político, e portanto, seu poder e frágil. Aquele que quer reinar deve recorrer a astúcia e a hipocrisia."
Como segundo os próprios documentos todo direito reside na força, e no caso aqui a força das regras elementares da lei, será que o vampiro que finge que nos governa está seguindo à risca essa cartilha?
E parece que em suas agendas contra o povo ele mesmo compreende que "é necessário compreender que a força da multidão é cega, insensata, sem raciocínio, indo para a direita ou para esquerda. (...)". E lógico, com apoio irrestrito da imprensa tradicional, principalmente da Rede Globo!
E mais ainda desconfio que sua reza deve ser: "não nos devemos deter diante da corrupção, da velhacaria e da traição, todas as vezes que possam servir a nossa finalidade. Em política é preciso saber tomar a propriedade de outrem sem hesitar, se por esse meio temos de alcançar o poder (...)".
Parece que o vampirão Michel Temer está seguindo à risca essa cartilha. É a treva!

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

A manipulação grosseira da Globo do Dia do Trabalho

ACM Neto pode não ser mais candidato nas próximas eleições na Bahia

Sem Lula cidadãos conscientes continuam preferindo Manuela