O príncipe dos sociólogos brasileiros se arrependeu de não ser amigo de Lula

Por Genaldo de Melo
Não que se tenha mais que levar à sério o ex-Presidente Fernando Henrique Cardoso, até mesmo porque ele como um dos responsáveis pelo desastre que se passa no Brasil, ultimamente não faz outra coisa senão falar bobagens por cima de bobagens, mas pelo simples fato de cometer gafes em sua idade já é o bastante para se preocupar com o que pode mais sair daquela cabeça senil que ainda consegue influenciar uma parcela da população considerada da superioridade bem informada.

O homem que tem uma história de duas vezes Presidente da República, e que deveria no mínimo respeitar a mesma e se aposentar de participação cada vez mais desastrosa na política, simplesmente resolveu que não quer fazer isso, porque parece que o quer é mesmo acabar na velhice desrespeitado pela maioria e sem ser ouvido por ninguém.

A preocupação é que se ele pudesse ter o mínimo de raciocínio que ainda se pudesse aproveitar seria de fato uma grande maravilha, exatamente pela experiência de que dispõe, mas não é o que parece que está fazendo quando opina numa semana e na outra semana muda de opinião sobre os mesmos temas. Em relação a Lula, por exemplo, ele não parece que esteja tão biruta assim, mas é o bastante para se ver nas entrelinhas que sua cabeça não está nada boa.

O grande problema para sua personalidade que deveria terminar na história como grande político é que está cada vez mais se tornando pernosticamente doente e falso ser humano como as pessoas pequenas. Não tem nem muito tempo que ele chegou às vias de fato de comparar Lula ao maior bandido da historia política peruana Fujimori, e agora quando o STJ desrespeita o artigo 5º da Constituição Federal e nega um direito de Lula, trocando presunção de inocência por presunção de culpa, ele vem com mais uma das suas entrevistas (na Folha de São Paulo ao irmão de Luciano Huck) e diz que a justiça brasileira é parcial e coisa feita somente para negros.

Se não bastasse tanta mudança de opinião em tão pouco tempo, e fosse somente pequenos deslizes intelectuais seria até compreensível, mas o que FHC está fazendo, alguém de sua própria família deveria se preocupar com ele urgente. Porque dizer depois de tudo o que fez e o que faz contra as forças de esquerda que está arrependido e que deveria ter se aproximado de Lula e das forças progressistas desse país, cheira a mais pura falsidade, ou então ele tem de fato problemas mentais sérios para resolver com um psiquiatra.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

A manipulação grosseira da Globo do Dia do Trabalho

ACM Neto pode não ser mais candidato nas próximas eleições na Bahia

Sem Lula cidadãos conscientes continuam preferindo Manuela